Verba de gabinete dos deputados não aumentará despesas da Alerj, diz André Ceciliano

fevereiro 6, 2019 /

Estudo sobre verba de gabinete faz parte de pacote de medidas para otimizar a gestão da Casa

Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), o deputado André Ceciliano (PT) esclarece que a proposta levada ontem (05/02) ao Colégio de Líderes, de criação de uma verba de gabinete na Casa, não será colocada em prática caso resulte em aumento de despesas. Ceciliano destaca que a medida, que ainda está em análise, tem o objetivo de descentralizar despesas hoje administradas pela Direção da Alerj, e será feita com total transparência e prestação de contas.

“Estamos estudando uma série de medidas para modernizar o Legislativo e reduzir gastos de forma global. Vamos cortar em no mínimo 30% os cargos, aumentar o controle e a transparência sobre os gastos”, explica. “No caso da verba de gabinete, ela será usada para pagar por serviços e materiais de apoio ao mandato, que hoje são feitos pela Diretoria-Geral. O deputado passará a ser o ordenador de despesa, podendo inclusive responder por improbidade pelo Tribunal de Contas do Estado.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.