URGENTE ! Anvisa aprova por unanimidade uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford; São Paulo já começou a vacinar

janeiro 17, 2021 /

 Nas fotos acima, Alex Campos, Romison Mota e Meiruze Freitas : votos históricos

 

informação atualizada às 15h41m de 17/01/2021

Todos os cinco diretores do órgão regulador votaram a favor da aplicação da CoronaVac e do imunizante de Oxford, mas recomendaram que fármacos sejam acompanhados

Com os votos favoráveis dos seus cinco diretores, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) acaba de aprovar os pedidos do Instituto Butantan e pela Fiocruz para  o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Orford. O Brasil, com mais de 209 mil mortos por Covid-19 desde março de 2020, ocupa o segundo lugar em números de vítimas fatais da doença, superado apenas pelos Estados Unidos. Os diretores da Anvisa recomendaram, no entanto, a monitoração da vacinação, sua eficácia e segurança. A reunião da Anvisa, iniciada às 10 horas, acabouminutos atrás.

São Paulo já começou a vacinação

A enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, se tornou neste domingo, 17, a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 no Brasil. Ela foi imunizada com a CoronaVac, desenvolvido pelo Instituto Butantan, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.

Com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) neste domingo, do uso emergencial do fármaco, Mônica e outros profissionais de saúde indicados por hospitais públicos e que trabalham na linha de frente do combate à Covid-19 estão sendo vacinados pelo governo de São Paulo.

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.