Taça GB: Bangu pressiona, mas Nova Iguaçu segura o zero em Moça Bonita

janeiro 29, 2018 /

O Bangu tentou até o fim, mas não conseguiu furar a retranca do Nova Iguaçu na tarde deste domingo (28), em Moça Bonita. O Alvirrubro entrou com uma formação ofensiva e teve boas chances, contudo o 0 a 0 se arrastou até o apito final. Os comandados de Alfredo Sampaio chegaram aos cinco pontos, mantendo-se na segunda colocação do Grupo B e vão para última rodada com chances concretas de ir à semifinal da Taça Guanabara. Do outro lado, os pupilos laranjas de Edson Souza, mesma pontuação e na terceira posição do grupo B, matematicamente também estão na briga e vão secar a Cabofriense (4 pontos), na noite desta segunda, no Raulino de Oliveira, frente ao lanterna Voltaço, às 19h30. Depois terão a missão ingrata de tentar ganhar do Fla, no domingo (4), às 17 horas, no Mané Garrincha, em Brasília. No mesmo dia e hora, o Bangu vai até a Região dos Lagos encarar a Cabofriense Inicialmente, a partida está marcada para o Estádio Alair Corrêa, em Cabo Frio. Nesta chave, o time da Gávea (10 pontos) já avançou com uma rodada de antecedência.
>> O jogo – Diferentemente das últimas partidas, o técnico Alfredo Sampaio armou uma equipe com três homens na frente. Após os primeiros 20 minutos sem muita inspiração, o Bangu melhorou a partir do tempo técnico e passou a ditar o ritmo do jogo. Aos 24, Everton Sena recebeu bom passe de Anderson Lessa, invadiu a área e bateu para Jefferson espalmar em boa defesa. Em seguida, Lessa e Nilson também finalizaram com perigo, mas o arqueiro iguaçuano apareceu novamente. No primeiro tempo, o time Laranja mostrou que não foi até a zona para perder. Jogou o tempo todo na defensiva e só arriscou, na boa.
Na etapa complementar, o Bangu deu seu cartão de visitas logo no minuto inicial. Everton Sena limpou o marcador na intermediaria e arriscou para nova defesa de Jefferson. Aos dez, o zagueiro Oliveira cobrou falta de longa distância e, mais uma vez, parou nas mãos do camisa 1 iguaçuano.
O Bangu seguia dominando as ações, enquanto o Nova Iguaçu se mantinha no campo defensivo. Na marca dos 28 minutos, mais uma vez o gol ficou no quase. Em cruzamento da direita, Nilson foi no alto e cabeceou rente a trave direita. No último lance, aos 48, novamente o camisa 9 ficou perto de balançar a rede. Ele dominou na área, girou e finalizou, mandando sobre o travessão. Porém, a partir daí, o tempo era escasso e o zero teimoso não saiu do marcador.

>> Resultados/Quarta rodada/Taça Guanabara/Sábado (27): Flamengo 0 x 0 Vasco da Gama (Maracanã). Domingo (28): Bangu 0 x 0 Nova Iguaçu (Guilherme da Silveira Filho), Portuguesa 2 x 1 Macaé Esporte (Claudio Moacyr de Azevedo), Botafogo 1 x 0 Boavista (Nilton Santos) e Fluminense 2 x 1 Madureira (Los Larios). Grupo X/Segunda rodada/Sábado (27): Bonsucesso 1 x 1 Resende (Moça Bonita) e America 4 x 1 Goytacaz (Giulite Coutinho).

>> Classificação/Taça Guanabara

Grupo B

1º) Flamengo, 10 pontos; (Classificado Semifinal)
2º) Bangu, 5 (vitória: 1 / saldo: 1);
3º) Nova Iguaçu, 5 (vitória: 1 / saldo: 0);
4º) Cabofriense, 4 (vitória: 1 / saldo: 0);
5º) Vasco da Gama, 4 (vitória: 1 / saldo: -1);
6º) Volta Redonda, 1.

Grupo C

1º) Botafogo, 8 pontos;
2º) Boavista, 6 (vitórias: 2);
3º) Portuguesa, 6 (vitória: 1);
4º) Fluminense, 5;
5º) Macaé Esporte, 4;
6º) Madureira, 2.

Grupo X

1º) Resende, 4 pontos;
2º) America, 3;
3º) Bonsucesso, 2;
4º) Goytacaz, 1.

Por Jota Carvalho
Com assessoria de imprensa do Bangu
Colaborou: Paulo Roberto Rodrigues / Agência Papo Esportivo
Foto: Adriano Pereira /BAC

Jota Carvalho