Sem criatividade, Flamengo leva um ‘nó tático’ e perde de 2 x 0 para o Ceará no Maracanã

janeiro 10, 2021 /

Vina (foto) aproveitou o vacilo da zaga do Flamengo e marcou o primeiro gol do Ceará

“Temos que falar menos e jogar mais”. A frase do meia Diego sintetiza a decepção do Flamengo, que foi derrotado por 2 x 0 pelo Ceará, neste domingo (10/01), no Maracanã. O resultado deixou o rubro-negro em situação difícil para conquistar o título, pois não soube aproveitar o tropeço do líder São Paulo, que perdeu por 1 X 0 para o Santos, mas continua com 56 pontos, contra 49 do Flamengo.

Com Pedro no lugar de Gabigol, o Flamengo mostrou-se um time sem criatividade e como principal característica a bola cruzada para a área, facilitando assim a vida dos zagueiros do Ceará, Thiago e Luís Otávio. Uma das boas chances surgiu aos 11 minutos, quando Everton Ribeiro chutou em cima da zaga. O Ceará deu a resposta rapidamente quando Léo Chu cruzou rasteiro para Vina, que acertou um belo chute sem defesa para Cesar e marcou o primeiro gol do Ceará.

Sem criatividade, o Flamengo tentava chegar ao gol do Ceará, mas esbarrava na sólida defesa do Vozão e nos constantes erros de passe de William Arão e Éverton Ribeiro. Aos 26, Arrascaeta recebe de Pedro, se livra da zaga, chuta rasteiro, mas Richard defende. O Flamengo insistia nas bolas altas e, em uma delas, o zagueiro Gustavo Henrique cabeceou, mas Richard abafou com tranquilidade. Aos 40, o Ceará quase marcou. Vina chutou à esquerda de Cesar.

O Flamengo voltou para o segundo tempo encurralando o Ceará. Mas a primeira chance clara de gol surgiu aos 7 minutos quando Diego lançou Arrascaeta, que pegou fraco de esquerda em cima do goleiro Richard. Aos 20, Gerson chuta de esquerda por cima do gol.
O Ceará continuava se defendendo e o Flamengo apertava. Aos 13, Isla tenta duas vezes pela direita, mas é travado por Luis Otávio. O Ceará responde com Cleber chutando de longe para Cesar fazer a defesa. Aos 15, Gerson sai driblando pelo meio e chuta forte por cima do gol.

A pressão continuava, mas o Ceará se fechava. Aos 20, Bruno Henrique cruza e Pedro cabeceia por cima. O centro-avante perde outra chance em um passe de Arrascaeta, chutando por cima. Aos 23, outra oportunidade desperdiçada por Pedro. Isla toca de cabeça e ele cabeceia obrigando Richard a fazer uma boa defesa. O estoque de gols perdidos por Pedro não acabou: Aos 27 o centro-avante recebe de Felipe Luis, mas demora a concluir dando chance ao zagueiro Luis Otávio atrapalhar a finalização.

Aos 34, já no desespero, o Flamengo martela pela direita. Arrascaeta cruza, mas nenhum jogador do Flamengo aparece para o arremate. A pressão continuava. Aos 40, Bruno Henrique sofre falta na entrada da área. Arrascaeta chuta, a bola bate na barreira e sai por cima do gol.
Como quem não faz leva, o Flamengo foi castigado. Aos 44, em um contra-ataque, Vina lança Kelvin na esquerda. Ele chuta cruzado no canto esquerdo do goleiro Cesar, que nada pôde fazer. 2 X 0 Ceará. Aos 49, Gabigol, que entrara no lugar de Éverton Ribeiro, chutou fraco e Richard defendeu.

Gabigol deixou o gramado com cara de poucos amigos e cumprimentou discretamente o técnico Rogério Ceni.
O próximo jogo do Flamengo será no dia 18, contra o Goiás, no Serra Dourada. Não se sabe se Rogério Ceni continuará no comando da equipe.

 

Resultados da 29ª rodada

 

Sábado (09/01)

 

Sport 0 X 1 Palmeiras

Coritiba 0 X 0 Athletico – PR

Fortaleza 0 X 0 Grêmio

Flamengo 0 X 2 Ceará

São Paulo 0 X1 Santos

Internacional X Goiás – em andamento

Atlético – GO X Bahia – em andamento

Vasco X Botafogo – 20h30

 

Segunda-feira (11/01)

Bragantino X Atlético – MG – 20h

 

Quarta-feira (13/01)

Corinthians X Fluminense – 21h30

Foto :Cearasc.com/divulgação

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.