Saúde adia encontro com governadores sobre data de vacinação

janeiro 12, 2021 /

Wellington Dias: governadores aceitaram pedido de Pazuello – (foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Marcada para esta terça-feira (12/01), reunião foi adiada para a próxima semana. Chefes de Executivo locais cobram uma ação simultânea em todos os entes da Federação

 

 

A reunião entre governadores e o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, ficou para a próxima semana. Os chefes dos governos estaduais cobram uma data para o início da vacinação contra o coronavírus, de modo que a operação ocorra simultaneamente em todas as unidades da Federação. Representantes do Ministério da Saúde devem se reunir com os chefes de Executivo estaduais na próxima terça-feira (19/1). A primeira fase da vacinação será voltada para os grupos de risco e poderá dar cobertura a 42 milhões de brasileiros. O Instituto Butantã deve divulgar hoje (12/01) os números da eficácia da CoronaVac, a vacina chinesa.

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que o encontro, marcado inicialmente para esta terça-feira (12), seria infrutífero. “Sem a possibilidade de ter uma data definida amanhã (terça-feira) para início da vacinação, e também em razão dessa grave crise em Manaus, onde o ministro e sua equipe estaria acompanhando, o Ministério da Saúde, em contato comigo agora há pouco, pediu o adiamento dessa agenda que estava prevista para esta terça-feira para a próxima, dia 19”, afirmou o petista.

“Eu disse claramente que, da parte dos governadores, também compreendíamos que não fazia sentido realizar uma agenda para remarcar outra. Era importante mesmo que pudéssemos adiar, dando condições de uma data, uma data que fazemos agenda e temos aquilo que é o mais esperado, data da vacinação. Dependemos dela para todo o cronograma do plano estratégico nacional de imunização”, completou.

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.