PRF já autou este ano 410 motoristas de motos com placas cobertas

fevereiro 15, 2021 /

 

EM 2020, QUASE MIL ACIDENTES FORAM REGISTRADOS NAS RODOVIAS FEDERAIS. ESTA INFRAÇÃO É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS

 

Um levantamento feito pela PRF neste domingo, dia 14, indicou que, só neste ano, 410 motoristas já foram autuados por conduzir o veículo com qualquer uma das placas de identificação sem condições de legibilidade e visibilidade. A infração, comumente praticadas por motorista que tentam burlar a fiscalização de velocidade, é considerada gravíssima, sujeita a penalidade de multa e apreensão do veículo.

Neste sábado, dia 13, segundo dia da Operação Carnaval, o Grupo de Fiscalização de Trânsito da PRF flagrou, em Niterói, três motoristas em sequência dirigindo motocicletas com as placas parcialmente cobertas. A cidade, junto com São Gonçalo, são líderes neste tipo de infração.

Apesar de parecer uma violação de menor potencial ofensivo, praticada apenas para evitar multas de excesso de velocidade e avanço de sinal, as consequências para a sociedade são muito graves.

O excesso de velocidade é um dos principais responsáveis por acidentes nas rodovias federais fluminenses. No ano de 2020, quase mil acidentes graves foram registrados só no estado do Rio de Janeiro. Estes acidentes resultaram em mais de 4 mil pessoas feridas e quase de 250 mortes.

A PRF reforçou o policiamento durante todo o período que compreende o carnaval. A operação iniciou na sexta-feira, dia 12, e vai até a quarta-feira de cinzas, dia 17. Na BR-101, altura do município de Niterói, uma aeronave da instituição está sendo utilizada para reforçar a fiscalização.

 

foto: Assessoria de Imprensa da Polícia Rodoviária Federal no Rio de Janeiro

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.