Presidente eleito, Bolsonaro jura cumprir a Constituição e a defender a liberdade e a democracia em seu discurso da vitória

outubro 29, 2018 /

O discurso da vitória do Presidente eleito Jair Bolsonaro, lido primeiro para as redes sociais e depois para as televisões, criticou a mídia, o socialismo, o comunismo e seus adversários na campanha. No entanto, ele jurou defender a Constituição, a democracia e a liberdade . Ao lado do senador Magno Malta ( ES) , do deputado Onix Lorenzoni  (DEM-RS) e de Michelle, sua atual mulher, Bolsonaro agradeceu a Deus, aos médicos que o operaram de uma facada em setembro e se comprometeu em pacificar o País. O Presidente eleito disse que sua vitória é a celebração do Brasil pela liberdade. Ele prometeu gerar empregos, renda e trabalhar pelo equilíbrio fiscal. Bolsonaro afirmou que seu governo libertará o Itamaraty e o País do viés ideológico e se dirigiu aos jovens prometendo trabalhar pela geração de empregos e afirmou que fará “um governo decente que trabalhará para todos os brasileiros!”.

 

DERROTADO, HADDAD DIZ QUE FARÁ OPOSIÇÃO COM RESPONSABILIDADE

Com 45 milhões de votos, Fernando Haddad se manifestou num ato que reuniu seus aliados em São Paulo. Ele disse que fará oposição com responsabilidades e que continuará sua caminhada conversando com o povo do Brasil. Haddad, emocionado, disse que está colocando sua vida à disposição do País e , dirigindo-se aos que estão angustiados e com medo, pediu que todos contem com o apoio do PT e de seus aliados nesta campanha. Haddad não telefonou para Jair Bolsonaro para cumprimentá-lo pela vitória.

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.