Pela 1ª vez, Brasil supera 2.000 mortes por covid-19 em 24 h

março 10, 2021 /

 

O Brasil registrou nas últimas 24 horas um novo recorde de mortes diárias causadas pela Covid-19: 2.286, de acordo com dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) nesta quarta-feira (10). Com mais este triste recorde, o país soma 270.656 vidas perdidas para o coronavírus.

Esta é a primeira vez que o Brasil ultrapassa duas mil mortes em um único dia em decorrência da Covid-19. O recorde anterior havia sido registrado nesta terça-feira (9), quando ocorreram 1.972 óbitos, segundo o Conass.

No último dia foram contabilizados 79.876 casos de coronavírus, eleva ndo o total para 11.202.305.

Bolsonaro aparece de máscara no Planalto

O presidente Jair Bolsonaro sinalizou nesta quarta-feira uma mudança de postura sobre a pandemia da Covid-19. Usando máscara, ele sancionou, em uma cerimônia no Palácio do Planalto, projetos que facilitam e aceleram a compra de imunizantes.

O gesto do presidente é uma tentativa de aplacar o desgaste com o avanço da nova onda do coronavírus — nesta terça-feira, 1.954 pessoas morreram em decorrência da pandemia, um recorde desde a chegada da Covid-19 no país.

A resistência à vacinação também está custando apoio no meio político a Bolsonaro. Em contraponto, o ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva, que já se apresenta como presidenciável e potencial rival de Bolsonaro na eleição do ano que vem, defendeu a imunização e atacou seu rival em um discurso nesta quarta-feira: “Não siga nenhuma decisão imbecil do presidente da República ou do ministro da Saúde. Tome vacina”.

foto: Alan Santos/PR

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.