01.01.2016 - Rio de Janeiro - RJ - Dois anos da operação Lapa Presente, na Lapa, centro do Rio de Janeiro. Foto: Paulo Vitor.

Operação Lapa Presente realizou 5.588 prisões em flagrante

abril 19, 2018 /

A Operação Lapa Presente já cumpriu mais de 700 mandados de prisão desde o seu início, em janeiro de 2014. Os foragidos da Justiça, em sua maioria, responderam por roubo (299 casos), furto (129) e tráfico de drogas (89). Somente no mês passado, 35 mandados de prisão foram cumpridos pela equipe formada por policiais militares e agentes civis.

– Temos orgulho deste trabalho, que foi iniciado há quatro anos. São 705 mandados. Quando o cidadão é abordado, buscamos o suporte do nosso Núcleo de Inteligência para verificação ou consulta ao Banco Nacional de Mandados de Prisão. Se confirmada a informação de que o cidadão é foragido da Justiça, o conduzimos à delegacia para verificar se o mandado é, de fato, ativo – explicou o coordenador da operação, major Leonardo Laureano.

Atendimento Social

A base da operação também possui, diariamente, assistentes sociais que realizam atendimentos a pessoas em situação de rua, menores em vulnerabilidade social e transeuntes. Foram realizados mais de 40.619 atendimentos desde a implementação.

Balanço

 A Operação Lapa Presente realizou 5.588 prisões em flagrante, sendo 211 por tráfico de drogas, 32 por porte de arma de fogo, 136 por porte de arma branca, 25 por simulacros de arma de fogo, 416 por roubo e 168 por furto.

As operações Segurança Presente (Méier, Lagoa, Aterro e Centro) foram inspiradas na bem-sucedida Lapa Presente.  A ação permanente no bairro boêmio conta com a participação diária de policiais militares, agentes civis e assistentes sociais.

Foto: Paulo Vitor

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.