Nova Iguaçu inicia nova etapa de vacinação contra a Covid-19 na próxima semana

janeiro 29, 2021 /

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu iniciará na próxima segunda-feira (1º) uma nova etapa da campanha de vacinação contra a Covid-19. O público-alvo segue sendo os profissionais da saúde, mas desta vez o foco é imunizar pessoas com 60 anos ou mais e de diferentes áreas. A vacinação para este público acontece até quinta-feira (4) nas Unidades Básicas de Saúde de Paraíso, Vila de Cava e Austin, na Policlínica de Miguel Couto e nas Clínicas da Família Odiceia Morais, no Centro, e Emilia Gomes, em Comendador Soares. O atendimento é de 8h30 às 16h.

Poderão ser vacinados médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, médicos veterinários, técnicos de laboratório, técnicos e auxiliares de enfermagem, técnicos de radiologia, técnicos de higiene bucal. Para isso, os profissionais precisarão apresentar a carteira de seus conselhos dentro da validade e que, portanto, estejam aptos a desempenhar suas funções profissionais.

Quem não tiver mais carteira do conselho ativa, seja por aposentadoria ou outro motivo, deverá aguardar a abertura da vacinação para os demais grupos prioritários. Caso a carteira do conselho de classe não possua validade, o profissional de saúde deve acessar o portal de seu Conselho de Classe e baixar comprovante de inscrição ATIVA. Para as categorias que não tenham conselho, é preciso apresentar comprovante de vinculação profissional.

Desde o início da campanha, até a última quinta-feira (28), Nova Iguaçu havia aplicado 4.700 das 7.465 doses da Coronavac. Além destas, o município recebeu 6.360 doses da vacina Oxford/AstraZeneca que serão aplicadas assim que todas as da Coronavac forem utilizadas.

Apesar de ter as duas vacinas em estoque, Nova Iguaçu não recebeu quantidade suficiente para iniciar a imunização em outro público-alvo, além daqueles estabelecidos pelo Ministério da Saúde, que são os profissionais da saúde, e também idosos em instituição de longa permanência e pessoas portadoras de deficiência, com mais de 18 anos, que estejam em Residência Inclusiva.

Aloma Carvalho