Nova Iguaçu e Caxias suspendem aplicação da 2º dose da vacina contra covid-19 por falta de imunizante

abril 27, 2021 /

As prefeituras de Duque de Caxias, Nova iguaçu e Volta Redonda anunciaram a suspensão da aplicação da 2ª dose da coronavac nesta terça (27) por falta do imunizante. As cidades de Maricá e Mangaratiba também enfrentam o mesmo problema, só restando doses da AstraZeneca.

A Prefeitura de Duque de Caxias informou que nas redes sociais que aguarda envio do imunizante pelo ministério da saúde para seguir o calendário. Entretanto, o órgão administrativo já descumpriu quatro decisões judiciais em relação à vacinação contra a Covid-19 desde fevereiro.

Já a Prefeitura de Nova Iguaçu, disse que as doses do imunizante enviadas pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro não foram suficientes para suprir a demanda de segunda dose na cidade. A administração municipal informou, ainda, que a aplicação será retomada mediante a chegada das novas doses.

Secretaria de Saúde está ciente da situação

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio confirmou que alguns municípios já comunicaram extraoficialmente ao governo que não têm a vacina CoronaVac para fazer a aplicação da segunda dose e vão suspender a vacinação.

A secretaria afirma que a suspensão será temporária até que nova remessa de imunizantes seja enviada para o estado.

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SES) disse, que aguarda as informações do Ministério da Saúde sobre a distribuição de uma nova remessa para a segunda dose de CoronaVac.

Ainda segundo a nota, a secretaria aguarda orientação do ministério sobre a ampliação do intervalo de aplicação entre a primeira e a segunda dose do imunizante.

De acordo com a secretaria, os 92 municípios são orientados para que sejam seguidos os grupos prioritários determinados pelo Programa Nacional de Imunização, “tendo em vista a irregularidade no fornecimento de vacinas pelos laboratórios produtores, o que tem gerado o fornecimento de doses em volumes menores”.

Aloma Carvalho