Morre o ator Luís Gustavo, aos 87 anos

setembro 19, 2021 /

Luis Gustavo morreu neste domingo aos 87 anos. Seu primeiro papel de muito sucesso foi Beto Rockfeller na novela que revolucionou a dramaturgia

 

Morreu o ator Luis Gustavo, aos 87 anos, em decorrência de um câncer. A notícia foi dada neste domingo (19) pelo ator Cassio Gabus Mendes, sobrinho dele, no Instagram:

– Informo que meu querido Tatá faleceu hoje, vítima de câncer. Descanse na luz e na paz! Obrigado por tudo, meu amado tio.

Em entrevista à coluna de Patrícia Kogut ( O Globo) , Cassio deu mais detalhes e contou que o tio morreu em casa:

– Ele já tinha um câncer de intestino há uns três anos. Estava bem difícil. Ele ficou um mês e meio no hospital, mas faleceu em casa. Quis ir para casa. Estava bem, tranquilo. A família se despediu dele (clique aqui e leia a entrevista completa).

Luis Gustavo começou sua carreira de ator nos anos 1950. Seu primeiro papel de grande destaque foi o Beto Rockfeller na novela de mesmo nome, da TV Tupi. Depois disso, emendou trabalhos. Alguns de seus personagens mais marcantes foram o costureiro Ariclenes Almeida/Victor Valentin na primeira versão de “Ti-ti-ti”; o playboy Ricardo em “Anjo mau”; o radialista corrupto Juca Pirama em “O Salvador da Pátria”; e, mais recentemente, o Vavá, de “Sai de baixo” (relembre na galeria abaixo).

Seu papel de maior repercussão foi o atrapalhado detetive particular Mário Fofoca, de “Elas por elas”, novela de seu cunhado, Cassiano Gabus Mendes. O sucesso foi tão grande que o personagem estrelou um seriado homônimo e o filme “As aventuras de Mário Fofoca”, além de aparecer na segunda versão de “Ti-ti-ti”, no ar no Vale a Pena Ver de Novo.

Seus últimos trabalhos na TV foram “Brasil a bordo” e “Malhação: Vidas brasileiras”, ambos exibidos em 2018 na Globo.

 

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.