Morre a jornalista e escritora Danuza Leão, ícone da cultura do Rio

junho 23, 2022 /

Jornalista e ex-modelo estava internada na clínica São Vicente, no Rio de Janeiro, e morreu aos 88 anos, devido a problemas respiratórios

 

A jornalista, escritora e ex-modelo Danuza Leão faleceu na noite de ontem (22/6), aos 88 anos. Internada na clínica São Vicente, na zona sul do Rio de Janeiro, ela não resistiu a problemas respiratórios.

Danuza, irmã da cantora Nara Leão, nasceu no Espírito Santo. Iniciou a carreira pelas passarelas, mas depois aderiu ao colunismo de comportamento e estilo de vida e se tornou um ícone da cultura carioca e da nacional.

Ela escreveu para o jornal Folha de S.Paulo por mais de uma década, até que a colaboração foi encerrada em 2013.

Danuza lançou livros que se tornaram verdadeiros best-sellers, como “Na sala com Danuza” e “Quase tudo”, a autobiografia na qual narra sua vida intensa e marcada por casamentos com figuras também centrais em sua época, como os jornalistas Samuel Wainer, com quem teve três filhos: Antônio Maria e Renato Machado.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.

[ivory-search 404 "The search form 61543 does not exist"]