Mesquita convoca aprovados em concurso da Educação

fevereiro 2, 2018 /

A Secretaria Municipal de Educação de Mesquita (SEMED) realizou novas convocações referentes ao concurso público nº 01/2016, destinado aos cargos de Professor II – Anos Iniciais e Professor II – Educação Especial, Secretário Escolar e Professor I (todos). No total, foram chamados 86 aprovados, que deverão passar pela perícia médica no próximo dia 19. Antes, porém, é preciso que os candidatos deste grupo que ainda necessitam cumprir a etapa de análise de habilitação o façam, conforme instruções divulgadas na edição de 26 de janeiro do Diário Oficial de Mesquita, disponível no site da prefeitura (www.mesquita.rj.gov.br).

Dessas 86 convocações, 31 são para o cargo de Professor II – Anos Iniciais; 21, para Professor II – Educação Especial; 14, para Professor II – Educação Infantil; nove, para Professor I – Educação Física; quatro, para Professor I – Ciências; quatro, para Professor I – Geografia; duas, para Professor I – Língua Portuguesa; e uma, para Secretário Escolar. A carga horária semanal para o cargo de Professor I é de 16 horas, enquanto para Professor II é de 24 horas. Já os secretários escolares trabalham 30 horas semanais. Vale lembrar que, os candidatos convocados têm 30 dias corridos após a data de nomeação – neste caso, o dia 26 de janeiro – para tomarem posse. Em caso de não comparecimento, a convocação torna-se sem efeito.

O último concurso público da Secretaria Municipal de Educação de Mesquita foi realizado em 2016, mas não chegou a ser homologado integralmente naquele ano. Na época, foram constatados problemas nas provas aplicadas no turno da tarde que feriam o princípio de isonomia da seleção pública e, por isso, novas provas foram elaboradas para esse grupo. Com isso, a homologação desses resultados não chegou a ser concluída na gestão passada e foi finalizada apenas em 28 de junho de 2017, após uma análise minuciosa de todos os detalhes do processo pela atual gestão do município. Novas convocações acontecerão de acordo com o surgimento de cargos vagos no quadro da SEMED.

Aloma Carvalho