Imortal: Gilberto Gil é eleito para a Academia Brasileira de Letras (ABL) com 21 votos

novembro 11, 2021 /

O músico concorria ao posto com poeta Salgado Maranhão e o escritor Ricardo Daunt e foi eleito com 21 votos para a cadeira 20 da Academia Brasileira de Letras

A Academia Brasileira de Letras agora está um pouco mais musical. O cantor, compositor, ex-ministro e revolucionário Gilberto Gil foi eleito para ocupar a cadeira 20 da ABL nesta quinta (11/11). Gil entra para ser o único músico profissional no corpo da Academia atualmente.

Gilberto Gil ocupa o lugar do jornalista Murilo Melo Filho ( que durante anos trabalhou na revista Manchete) , morto em maio de 2020. Ele disputava o posto com o poeta Salgado Maranhão e o escritor Ricardo Daunt, e saiu vencedor com um total de 21 votos. A cadeira 20 já foi de nomes como Joaquim Manuel de Macedo, Emílio de Meneses e de Salvador de Mendonça, um dos fundadores da ABL.

Essa é a segunda eleição da Academia em duas semanas. Na quinta-feira (4/11), a atriz Fernanda Montenegro foi eleita para a cadeira 17 com um total de 32 votos dos 34 possíveis.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.

[ivory-search 404 "The search form 61543 does not exist"]