Ibope: Haddad cresce 11 pontos e agora tem 19%. Bolsonaro lidera com 28% em pesquisa divulgada hoje pela TV Globo. Ciro, com 11%, é o terceiro. Alckmin (7%) e Marina (6%) estão empatados

setembro 19, 2018 /

O candidato do Partido dos Trabalhadores à Presidência da República nas eleições do próximo dia 7 de outubro, Fernando Haddad, que perdeu para João Dória (PSDB) a reeleição para a Prefeitura de São Paulo há menos de dois anos, avançou na nova pesquisa de intenção de voto realizada pelo Ibope encomendada pela TV Globo e o jornal O Estado de São Paulo. Os novos números, divulgados hoje pelo Jornal Nacional, aumentam a tendência de votos para o deputado Jair Bolsonaro (PSL), que agora tem 28% ( cresceu 2% dentro da margem de erro), contra 19% de Haddad, cuja estratégia de campanha é comandada pelo ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva de dentro da carceragem da Polícia Federal em Curitiba.

Lula está preso, condenado há 12 anos de prisão por corrupção, mas é do cárcere que está transformando seu novo “poste” num candidato que num hipotético segundo turno empataria com o capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro ( 40% x 40%). Ciro (PDT) tem 11%, Alckmin (PSDB), 7% , e Marina (Rede) ,6%. Álvaro Dias ( Podemos), João Amoêdo ( Novo) e Henrique Meirelles (MDB) têm 2% cada um: Cabo Daciolo (Patriota), 1%; Guilherme Boulos (PSOL), Vera (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) não pontuaram. A pesquisa ouviu 2.506 eleitores entre domingo (16) e terça-feira (18). O nível de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 2 pontos, para mais ou para menos.

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.