Hospital da Posse: 65 pacientes na área de Covid; dos 12 internados em UTIs, 8 estão intubados

março 23, 2021 /

  Joé Sestello ( foto) voltou a pedir a abertura do hospital modular de Nova Iguaçu para desafogar o HGNI

O Hospital Geral de Nova Iguaçu, que dispõe de 373 leitos para atender mais de 3 milhões de pessoas que moram ou trabalham nas cidades da região da Baixada Fluminense ( que é cortada por duas rodovias federais, a Dutra e a Washingfton Luís ), está vivendo dias dramáticos com o aumento de casos de covid-19.

Hoje  (23/03) , o hospital da Posse, como é conhecida a unidade de emergência do governo federal administrada pela Prefeitura, tem 65 pessoas internadas na área específica para atendimento a pacientes com a doença. Dos 12 leitos de UTI  destinados aos que estão em estado grave, oito estão com pacientes que precisaram ser intubados nas últimas horas.

Diretor Geral do HGNI, o médico Joé Sestello reagiu com indignação ao saber que o hospital da Posse é apontado como uma das unidades da rede federal no Rio com capacidade geral de leitos ociosos na pandemia. As unidades de Ipanema e da Lagoa estão com a metade do total de leitos ociosos. Joé cobra, há nos, mais leitos e UTIs para o hospital que administra com zelo e dedicação profissional há quase uma década.

Joé voltou a reclamar da lentidão para conclusão das obras do hospital modular de Nova Iguaçu, referência do escândalo de corrupção que explodiu no governo estadual no ano passado  que levou o governador Wilson Witzel a ser afasatdo do cargo pelo STJ e submetido a  um processo de impeachment já aprovado pela Assembléia Legislativa. O governo estadual já anunciou três datas de inauguração do hospital modular, sem êxito. Agora, a nova data é 15 de abril, às 17 horas.

O novo hospital terá capacidade para 150 leitos e será um grande reforço para Joé e sua equipe tirarem o HGNI da UTI. O governador em exercício, Cláudio Castro, passou o dia de hoje em Brasília pedindo ao governo federal que incorpore à central de regulação do estado  de 150 leitos ociosos dos hospitais da rede federal no Rio.

foto: reprodução do RJ1 ( Tv Globo)

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.