Governo estadual inicia série de reuniões com montadoras situadas no Rio de Janeiro

janeiro 14, 2021 /

Com objetivo de manter empregos Secretaria de Desenvolvimento Econômico já esteve com Jaguar

O Governo do Estado resolveu se antecipar a qualquer movimento de montadoras de veículos com unidades no Rio de Janeiro e está agendando reuniões com todas elas. O foco está no polo Automotivo do Médio Paraíba, com cerca de 200 empresas, como MAN Latin America (Volkswagen), Nissan/Renault, Jaguar/Land Rover, Hyundai e Peugeot-Citroën, e 8 mil funcionários. O primeiro encontro foi realizado nesta quarta-feira (13/01), com a Jaguar, e o objetivo é encontrar, através do diálogo, alternativas para a sustentabilidade dos negócios e a manutenção dos empregos no território fluminense.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares, recebeu os representantes da empresa inglesa, que possui fábrica em Itatiaia. Segundo os executivos da companhia, nos próximos anos, o potencial de investimento adicional da Jaguar/Land Rover no estado pode chegar a R$ 19 milhões. A montadora está se comprometendo a gerar mais 400 empregos diretos destinados à planta industrial.

– Vamos encontrar soluções comuns que atendam o estado e as montadoras. O fechamento de uma fábrica representa impactos sociais significativos, com a perda de empregos, diretos e indiretos. Além disso, tem como consequência a queda na arrecadação do Estado – explica Soares.

O Rio de Janeiro tem o segundo maior polo do Brasil em número de indústrias.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.