Governo do Estado dá início à distribuição das doses da vacina Oxford/AstraZeneca

janeiro 25, 2021 /

 

Uma grande operação aérea foi montada para que todos os 92 municípios recebam o imunizante nesta segunda-feira (25)

 

O Governo do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), deu início, nesta segunda-feira (25/01), à distribuição das doses da vacina Oxford/AstraZeneca que o Ministério da Saúde colocou à disposição do Estado do Rio. O imunizante saiu da Coordenação Geral de Armazenagem (CGA) da SES, em Niterói, para os 92 municípios do estado.

 

Uma grande operação logística aérea e terrestre foi montada para que todas as cidades recebam as novas doses com segurança e qualidade garantidas. A ação, que terá início a partir das 6h30, vai distribuir 176.220 doses aos 92 municípios do Estado. Cerca de 4,8% das 185 mil doses destinadas ao estado ficarão sob a guarda da Secretaria de Estado de Saúde, como reserva estratégica, guardadas na Coordenadoria Geral de Armazenagem (CGA). A SES-RJ, de forma responsável e transparente, informa que fez essa opção de manter uma reserva estratégica mínima para atender aos municípios em casos de eventuais perdas de doses durante a aplicação e realizar as devidas correções tão logo os municípios enviem informações.

 

Cinco aeronaves – uma da Secretaria de Polícia Civil, duas do Corpo de Bombeiros e duas do governo do Estado – realizam o transporte aéreo para 88 cidades das regiões Norte, Noroeste, Serrana, Baixada Litorânea, Médio Paraíba, Costa Verde, Centro Sul e Metropolitana I. Já as vacinas destinadas aos municípios do Rio, Niterói, São Gonçalo e Maricá foram levadas em caminhões, que começaram a ser carregados a partir das 7h.

 

O Rio de Janeiro segue as recomendações do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde. As vacinas serão destinadas ao público prioritário, conforme preconizado pelo Ministério da Saúde nos informes técnicos recebidos pela SES. A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da SES recebeu um informe técnico neste domingo (24) e encaminhou as recomendações para aplicação da vacina aos municípios, por meio de uma nota informativa. Segundo a nota, os grupos prioritários permanecem os mesmos e incluem:

– Pessoas com 60 anos ou mais abrigadas em instituições;

– Pessoas maiores de 18 anos com deficiência abrigadas em instituições;

– Povos indígenas em terras indígenas;

– Trabalhadores de Saúde:

– Profissionais de saúde envolvidos na vacinação dos grupos elencados;

– Trabalhadores das Instituições de Longa Permanência de Idosos e de Residências Inclusivas (Serviço de Acolhimento Institucional em Residência Inclusiva para jovens e adultos com deficiência);

– Trabalhadores dos serviços de saúde envolvidos diretamente no atendimento de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

 

A SES, por meio da Vigilância em Saúde, enviou ofício aos municípios recomendando que as secretaria municipais de Saúde façam uma busca ativa para levantar casos de idosos e deficientes vivendo em instituições que não estejam cadastradas no Ministério da Saúde e, por isso, possam não ter recebido ainda doses da vacina Coronavac. O documento solicita ainda que os gestores municipais comuniquem à Subsecretaria de Vigilância em Saúde essas possíveis divergências para que possam ser solucionadas.

 

Remessas das doses

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde informa que todas as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca enviadas pelo Ministério da Saúde para o estado do Rio serão distribuídas aos municípios em única remessa para aplicação imediata, de acordo com as prioridades do PNI. A medida foi tomada tendo em vista que a aplicação da segunda dose pode ser realizada com intervalo de 90 dias após a primeira.

Já a remessa da segunda dose da vacina Coronavac para os municípios está programada para a primeira semana de fevereiro, de modo que as doses possam ser aplicadas nas mesmas pessoas que receberam a primeira dose, obedecendo o intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda dose.

 

Balanço da vacinação

Até as 18h deste domingo (24.01), 86 municípios registraram 92.982 pessoas imunizadas contra a Covid-19 no estado. O balanço foi realizado por meio de busca ativa, a partir da gerência de Imunização da Vigilância Epidemiológica da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, junto às coordenações/gerências de imunização dos 92 municípios do Estado.

 

Confira as fotos em: https://www.flickr.com/photos/governodorio/

 

Vídeo: https://drive.google.com/file/d/1DelWPbH0CVANjxxZf3JLOInV-y2vvUCj/view?usp=shttps://youtu.be/kFsTNVw8w0wharing

 

 

 

 

 

t

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.