Goiás registra primeiro caso de infecção por nova linhagem do coronavírus

fevereiro 9, 2021 /

Paciente de Ceres foi reinfectada por nova cepa mais de 90 dias depois do primeiro diagnóstico. Variante é diferente de outras que circulam

 

Foi identificada uma nova linhagem do coronavírus em Goiás. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) confirmou, nesta terça-feira (9/2), o primeiro caso de reinfecção da Covid-19 no estado, em uma paciente do município de Ceres, a 179 quilômetros de Goiânia.

A nova linhagem do coronavírus no estado, de acordo com a superintendente de Vigilância em Saúde, Flúvia Amorim, é diferente de outras registradas no Brasil e no mundo.

“Não identificamos no estado nenhum caso da linhagem de Manaus, do Reino Unido e da África do Sul”, explicou a superintendente ao site Metrópoles.

De acordo com Flúvia, a paciente goiana “está bem de saúde e já se recuperou”. “Ela teve o primeiro episódio da doença em primeira linhagem do vírus e, mais de 90 dias depois, a segunda [linhagem]”, acentuou. Ou seja, o caso vem sendo investigado há pelo menos três meses.

A superintendente afirma que a identificação dessa variante do vírus aciona o sinal amarelo. “Há preocupação por ser nova linhagem. Quanto mais linhagens, mais risco de infecção, porque vai sofrendo mutação”, afirmou.

Na avaliação da superintendente, o caso serve para que as pessoas tenham ainda mais cuidado. “Isso serve de alerta para a população, por mostrar que mesmo quem já teve a doença não pode deixar de seguir as medidas de segurança”, disse.

Passos

No estado, o Laboratório de Saúde Pública de Goiás (Lacen-GO) colheu as amostras para o exame RT-PCR antes de encaminhar o sequenciamento para o Laboratório Adolfo Lutz, que analisou o sequenciamento genético da nova variante do coronavírus.

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.