Fluminense joga mal e perde para o Fortaleza no Maracanã

outubro 7, 2021 /

Fred  ( foto de Lucas Merçon) não jogou bem contra o Fortaleza e ainda levou cartão amarelo

 

Clebio Luiz

 

O Fortaleza confirmou sua boa fase e na quarta-feira (06/10) venceu o Fluminense por 2×0 no Maracanã. Os dois gols da equipe cearense foram feitos de cabeça pelos zagueiros Marcelo Benevenuto e Titi. Com o resultado, o Fortaleza chegou a 39 pontos, em quarto lugar. O Fluminense estacionou nos 32, em nono.
No próximo sábado, o Fluminense recebe o Atlético-GO no Maracanã, às 16h30. No mesmo dia, mas às 19h, o Fortaleza enfrenta o Flamengo no Castelão. Os dois jogos são válidos pela 25ª rodada do Brasileirão.
O primeiro tempo foi equilibrado e com poucas chances para as equipes, que criaram pouco. A melhor chance no primeiro tempo foi do Fluminense em cobrança de falta do lateral Danilo Barcelos. E foi só!

Gols no segundo tempo

O segundo tempo começou com o Fortaleza buscando mais o jogo. Os cearenses abriram o placar aos três minutos. Lucas Crispim cobrou escanteio pela direita, o zagueiro Marcelo Benevenuto subiu no meio da zaga e cabeceou para abrir o placar.
O Fluminense sentiu o baque e tentou ir ao ataque para buscar o empate. Porém, em outro escanteio, em jogada parecida com a do primeiro gol, Titi subiu e, de cabeça, venceu o goleiro Marcos Felipe e fez 2×0. Sem forças, o Fluminense tentou reagir e quase marcou com Fred cabeceando no travessão. O Fortaleza controlou o jogo e Fred levou cartão amarelo. O atacante se irritou quando levou um balãozinho de Ronald. Fred tentou levantar o jogador pela camisa e foi punido.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.