Fluminense empata com o Flamengo e conquista o seu 32º título

abril 3, 2022 /

O artilheiro Germán Cano comemora o título com o filho Lorenzo

Clebio Luiz

O Fluminense empatou em 1×1 com o Flamengo nesta sábado, no Maracanã, e ficou com o título de campeão carioca de 2022. O tricolor administrou a vantagem do primeiro jogo (venceu por 2×0). Os gols foram marcados no 1º tempo: Gabigol abriu o placar para o Rubro-Negro  e Cano empatou para o Fluminense.
Com a conquista, o Fluminense voltou a ser campeão carioca após dez anos e pôs fim a um jejum de títulos. É o 32º título estadual do Tricolor na história. De quebra, impediu que o arquirrival Flamengo chegasse ao primeiro tetracampeonato de sua história.
Mesmo em vantagem, o Fluminense não se retrancou e levou com Manoel e Cris Silva. Mas o Flamengo abriu o placar aos 28 minutos. Bruno Henrique ganhou de cabeça de Nino, Arrascaeta fez bela jogada e cruzou para Gabigol mandar para o fundo das redes. O uruguaio quase fez o segundo aos 40 minutos. Mas aos 43, Cano empatou e jogou um balde de água fria na reação flamenguista
O rubro-negro voltou para o segundo tempo precisando de pelo menos dois gols para levar o jogo para os pênaltis. Mas aos 16 minutos foi o Fluminense que teve a grande chance de definir o campeonato. Filipe Luís tocou a mão na bola dentro da área e o árbitro assinalou o pênalti após consultar o VAR. Cano bateu no meio do gol e Hugo defendeu com os pés.
O Flamengo pressionou até o fim, mas o Tricolor segurou o resultado e ficou com o título. No final do jogo, Fred e Bruno Henrique bateram boca e foram expulsos.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.

[ivory-search 404 "The search form 61543 does not exist"]