Flamengo vence o Internacional, abre dois pontos de vantagem e assume a liderança; Vasco é rebaixado para Série B pela quarta vez

fevereiro 21, 2021 /

Gabigol (foto em destaque) fez o gol da vitória que colocou o Flamengo na liderança

 

Foi sofrido e suado! O Flamengo assumiu neste domingo (21) a liderança do Campeonato Brasileiro após vencer o Internacional por 2×1. Arrascaeta e Gabigol marcaram para o rubro-negro. Edenilson fez para o time gaúcho. Com 71 pontos, o Flamengo será campeão se vencer o São Paulo, quinta-feira, no Morumbi, não dependendo do resultado do Internacional (69) contra o Corinthians.
Em São Paulo, o Vasco empatou em 0x0 contra o Corinthians. Com 38 pontos, a equipe cruzmaltina está matematicamente rebaixada para a Série B. O Fluminense ainda está jogando contra o Santos.  A partida está no intervalo e o tricolor carioca está venecendo por 1 x 0, gol de Lucca. A partida começou às 18h15.

A vitória do Fla

O Internacional começa marcando a saída de bola,mas aos poucos o Flamengo começa a equilibrar o jogo, que é brigado no meio de campo. As equipes não se arriscam e vão se estudando. O primeiro chute a gol foi aos 7 minutos, com Bruno Henrique, que do lado esquerdo chutou de pé direito para a defesa de Marcelo Lomba.
Aos 9, Moisés cruza da esquerda e Gustavo Henrique puxa Yuri Alberto pela camisa. Pênalti para o Internacional. Denilson bateu pelo alto, no canto esquerdo de Hugo Souza e fez 1×0. O Internacional continua no ataque. Aos 13, Yuri Alberto recebe de Patrick pelo lado direito e chuta à esquerda de Hugo Souza.
O Flamengo não conseguia fugir da marcação do Internacional que, com a vantagem no placar, se fechava para buscar o contra-ataque. Aos 20, Bruno Henrique cruza da esquerda procurando Gabigol na área, mas Marcelo Lomba sai do gol e faz a defesa. O Internacional respondeu com Yuri Alberto cabeceando sobre o gol de Hugo Souza.

Arrascaeta empata

A lentidão dos homens de meio de campo do Flamengo facilitava a vida dos defensores do Internacional, que marcavam em cima. Mas aos 28, Bruno Henrique ganhou de Rodinei pela esquerda e cruzou para Arrascaeta bater no lado esquerdo de Marcelo Lomba para empatar a partida.

Arrascaeta, craque do jogo, comemora seu gol, o de empate

O gol deu mais tranquilidade ao Flamengo, apertou a marcação. Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta se movimentavam no ataque, possibilitando a entrada dos meias. Em uma delas, Everton Ribeiro recebeu na intermediária,de frente para o gol, mas chutou para fora. O Internacional respondeu com Caio Vidal driblando Filipe Luís na esquerda. Rodinei pegou a sobra e chutou forte. A bola resvalou em Gustavo Henrique e explodiu no travessão. Os gaúchos continuaram apertando no finalzinho do primeiro tempo em chutes de Patrick e Caio Vidal.

Gabigol decide

O segundo tempo começou quente. Logo aos 2 minutos, Rodinei dá um pisão em Filipe Luís. O árbitro Rafael Claus consultou o VAR e expulsou Rodinei. Abel Braga colocou Heitor no lugar de Praxedes; e Rogério Ceni trocou Isla por Pedro. Aos seis minutos quase o Internacional desempata quando a bola sobrou mascada na área e Rodrigo Dourado, que chutou fraco e Hugo Souza defendeu.

 

O Flamengo foi para o ataque. Aos 9, Bruno Henrique partiu pela esquerda e cruzou. Pedro tocou de leve e a bola raspou a trave direita de Marcelo Lomba. O Internacional respondeu com Patrick driblando pela esquerda e rolando para Caio Vidal chutar em cima de Bruno Henrique. Rogério troca Diego e Rodrigo Caio por João Gomes e Natan. Aos 17, o Flamengo rouba a bola e parte para o ataque. Gabigol se desloca, entra por trás da zaga e recebe a bola de Arrascaeta. O atacante bateu de esquerda, vence Marcelo Lomba e faz 2×1. Aos 21, Gerson arrisca de fora da área e chuta para fora.

Para proteger o lado direito, Rogério Ceni colocou João Lucas no lugar de Gabigol, que sentiu desconforto muscular. Abel Braga trocou Caio Vidal por Thiago Galhardo. Com mais espaços, o rubro-negro troca passes. Mas o Internacional não se entrega. Aos 27, Moisés cruza, mas João Lucas joga para escanteio. Aos 30, em contra-ataque, Bruno Henrique lançou Pedro, mas Edenilson se antecipou e fez o corte.
O Flamengo ia encontrando espaços. Aos 32, João Gomes chuta de fora da área e Marcelo Lomba defende. Aos 34, Pedro marcou, mas estava impedido.

O Internacional foi para o ataque. Aos 40, Moisés cobra falta. Lucas Ribeiro cabeceia meio sem querer e Hugo Souza defende. O Flamengo toca a bola e faz o tempo passar. O Internacional apertou e começou a lançar bolas na área do Flamengo no abafa, mas a zaga estava firme. Aos 47, Pedro marcou, mas o juiz árbitro marcou falta do atacante no zagueiro Lucas Ribeiro. Aos 49, Pedro ganha da zaga e toca para Bruno Henrique. O atacante chutou por cima. No finzinho, Gerson invadiu a área, mas foi travado. Ao final do jogo, os jogadores do Flamengo comemoraram a vitória e a liderança.

Vasco matematicamente rebaixado

O Vasco da Gama tentou, mas não conseguiu vencer o Corinthians. O resultado de 0x0 deixa o Vasco matematicamente rebaixado com 38 pontos. O próximo adversário do Gigante da Colina será o Goiás, na quinta-feira, em São Januário.
O principal adversário do Vasco contra o rebaixamento é o Fortaleza, que pega o Fluminense, também na quinta-feira, no Maracanã. O Vasco tem 9 vitórias, contra 10 do Fortaleza. O problema está no saldo de gols. A equipe cearense tem saldo de oito gols negativos, contra 20 negativos do Vasco. Para evitar a queda, a equipe cruzmaltina tem que torcer pela derrota do Fortaleza, e golear o Goiás por uma diferença de 12 gols. Uma missão difícil. O Vasco vai para o seu quarto rebaixamento em 12 anos.

 

 “Assim não dá , Vasco”.

A reação é de Luiz Alberto Barbosa  da Silva,torcedor e Juiz de Direito do Estado do Rio de Janeiro, que revela toda sua indignação contra o rebaixamento do Vasco num desabafo para o Nova Iguassu Online.

 

Não dá hoje, não dá amanhã, não dá enquanto durar essa sede pelo poder que alimenta quem pode lhe comandar. Não dá para acreditar onde você pode chegar. Ontem deu Vasco. Você foi glória, foi orgulho, foi canto, foi raça, foi respeito. Traz a cruz de malta estampada no peito. Tens o nome de um heroico desbravador dos mares e grande descobridor, e tua fama assim se fez. Assim não dá, Vasco. Onde querem te levar? Aonde vamos parar? Ousam te desafiar, a esnobar sua imensa torcida que um dia já foi bem feliz. Bem que te quis vasco! Clube de Regatas Vasco da Gama, estão te jogando na lama, as luzes se apagando, as alegrias guardadas no baú de um passado já um pouco distante. Como queria que você voltasse a ser como antes. Tua estrela já não brilha com tanta intensidade, seus mares andam revoltos e, nós torcedores, remando contra a maré, vendo uma margem tranquila cada vez mais longe. Ainda continuamos batendo no peito e cantando de coração.
Foste tu que, rompendo com um preconceito idiota, lutou contra o racismo e aceitou negros e operários, quando outros clubes se negavam a fazê-lo. Tens a história mais linda do futebol brasileiro. Andam arrancando e rabiscando sem o mínimo de vergonha as páginas dessa história, contada com muito suor e conquistas.

Assim não dá, Vasco. Esses canalhas que se escondem atrás de uma máscara e mentem que nem sentem querem surrupiar o que ainda restou de você. Por que fazem isso contigo? Se esquecem que a torcida é o seu maior patrimônio, mas estamos perdendo as forças, quase entregando os pontos. Te desafiam, te apequenam, te escandalizam, te humilham, te escarnecem, te caçoam, te ridicularizam, zombam de ti, debocham de ti e nós aqui, doido para o dia raiar e nosso herói surgir montado em um cavalo branco com as armaduras de um guerreiro medieval para te erguer, te colocar no lugar que você merece estar e nunca deveria ter saído, e como a fênix, pássaro da mitologia grega, te fazer renascer das cinzas. Vestida com as roupas da verdade, a mentira anda assumindo o seu posto, ditando as regras e te levando para o fundo do poço. Quando pensamos que já estamos no limite, eis que percebemos que ainda querem lhe roubar ainda mais.
Assim não dá ,Vasco. Reaja por favor! Mostra seu valor, com fervor, ultrapassa a dor, seja como for e nós, que tanto te amamos, estaremos lutando ao seu lado, pois, “enquanto houver um coração infantil, o VASCO será imortal. No entanto, enquanto não resgatamos do fundo das profundezas toda sua glória, sigo dizendo: Assim não dá ,Vasco.

 

fotos: Alexandre Vidal e (@mbertoncello_/ divulgação 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.