Flamengo decide jogo no segundo tempo e faz 3×0 no Fortaleza; Fluminense empata no Maracanã

outubro 10, 2021 /

Pedro ( foto de Alexandre Vidal)subiu bem de cabeça para marcar o primeiro gol do Flamengo

 

Clebio Luiz

 

Jogando com um time misto, o Flamengo não tomou conhecimento do Fortaleza e venceu o time cearense por 3×0 neste sábado (09/10), no Castelão. Pedro e Michael (2) fizeram os gols do rubro-negro, que com a vitória pulou para 42 pontos, em segundo lugar, provisoriamente, pois o Palmeiras (40 pontos) está jogando contra o Bragantino(o jogo começou às 21h). O líder da Série A do Brasileirão é o Atlético-MG, com 53 pontos.
Com amplo domínio no início do jogo, o Flamengo começou a pressionar o Fortaleza. A primeira chance surgiu aos 6 minutos. Andreas Pereira cobrou escanteio, Léo Pereira subiu sozinho e cabeceou. Felipe Alves encaixou. Aos 8, Thiago Maia recebeu de Filipe Luís, girou e bateu de fora da área. A bola passou à esquerda de Felipe Alves.
O jogo lento das duas equipes deixou a partida morna e sem muitas chances de gols no primeiro tempo. O Flamengo tentava armar as jogadas, mas o Fortaleza se defendia. Em uma das poucas chances dos cearenses, aos 42,
Pikachu recebeu lançamento de Ederson e cabeceou de costas tentando encobrir Gabriel Batista! A bola passou com perigo perto da trave direita.

Cearenses pressionam

O Fortaleza voltou pressionando o Flamengo. Logo a um minuto, David entrou pela esquerda, balançou em cima de Matheuzinho e bateu cruzado. A bola desviou em Léo Pereira e saiu em escanteio. Os cearenses assustaram de novo com Wellington Paulista. O Flamengo respondeu com um chute de Léo Pereira de fora da área.
O Flamengo insistiu e marcou o seu gol, aos 15. Andreas Pereira cobrou escanteio, Felipe Alves saiu mal do gol, se enrolou com Vitinho, e Pedro apareceu para testar e abrir o placar. Quatro minutos depois, Andreas Pereira bateu falta, a bola desviou e Felipe Alves espalmou. No rebote, Michael fez 2×0.

Rubro-negro amplia o placar

O rubro-negro não tirou o pé do freio e fez 3×0 com Michael, que subiu sozinho e aproveitou o cruzamento de Matheuzinho para fazer, de cabeça, 3×0. Logo após o gol, em jogada isolada no meio de campo, Ronald agrediu Rodrigo Caio e foi expulso. Aos 26, Gabriel Batista espalmou um chute de Robson.
Com ampla vantagem no placar, o Flamengo tocou a bola e se poupou para o jogo de quarta-feira contra o Juventude.

 

Flu se complica mais uma vez

O Fluminense não passou de 0x0 com o Atlético-GO, neste sábado (09/10), no Maracanã. Com o resultado o tricolor chegou a 33 pontos na tabela, se afastando do G-4. O Atlético ficou com 31. No meio da semana, o Fluminense perdeu de 2×0 para o Fortaleza.

Perseguido pela torcida, o lateral Danilo Barcelos quase fez um gol no finalzinho. Foto de Lucas Merçon

A partida começou bastante nivelada. A primeira boa chance surgiu logo aos 5 minutos e foi da equipe visitante. Após bate rebate dentro da área em cobrança de escanteio, Marcos Felipe foi obrigado a fazer uma grande defesa. O Tricolor tentou responder na sequência com lançamento de Luiz Henrique para Caio Paulista, mas o atacante adiantou demais e perdeu uma grande chance de sair na cara do goleiro.
No segundo tempo, o técnico Marcão fez algumas modificações e o time melhorou e pressionou.
Nos final do segundo tempo,
Danilo Barcelos acertou a trave em desvio e Lucca ainda perdeu um gol inacreditável nos acréscimos. Não era dia, de novo. Com mais um tropeço dentro de casa, o Fluminense agora terá pela frente uma dura sequência de quatro jogos fora de casa (Corinthians, Athletico-PR, Santos e Ceará) e um clássico (Flamengo).

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.