Fla vence o Inter e agora pega o Grêmio; Athletico-PR é o campeão da Sul-Americana

novembro 21, 2021 /

Gabigol ( a foto é de Alexandre Vidal)acertou um bom chute e abriu o placar no Beira-Rio

 

Clebio Luiz

 

O Flamengo venceu o Internacional por 2×1, no Beira-Rio, e chegou aos 66 pontos, em segundo lugar. Os gols foram marcados por Gabigol e Andreas Pereira. Taison descontou para os gaúchos. Na terça-feira (23/11), o Flamengo enfrenta o Grêmio, no Rio Grande do Sul. O líder é o Atlético-MG, que venceu o Juventude por 2×0 e chegou a 74 pontos.
O Flamengo entrou ligado e abriu o placar logo aos 3 minutos. Gabigol recebe na entrada da área, ajeita o corpo e chuta no cantinho de Marcelo Lomba. O Internacional respondeu aos 5. Taison cobra falta, Bruno Méndez cabeceia e manda por cima do gol.
Mas o Flamengo não deixou o Internacional crescer e fez o segundo gol, aos 10. Em um contra-ataque rápido, Vitinho rola na entrada da área para Gabigol. Ele faz um corta-luz e deixa para Everton, que dá de primeira, por cima, para a entrada de Andreas Pereira, que chuta de primeira para ampliar o placar.
O Internacional se recupera e começa a equilibrar o jogo. O Flamengo encolhe para explorar os contra-ataques. Os gaúchos assustam e quase diminuem com Taison, que finaliza em cima de Diego Alves. Aos 17, Moisés derrubou Éverton Ribeiro na área, mas o juiz não marcou pênalti.

Internacional equilibra o jogo

Em uma jogada rápida, Palácios quase marcou, mas Diego Alves defendeu. Aos 23, Vitinho rolou para Gabigol, que sozinho, tenta colocar a bola no canto direito, mas a bola vai para fora. Três minutos depois, Michael desperdiçou outra chance. O atacante perdeu outra chance ao finalizar dentro da área. A bola tocou na zaga e foi pela linha de fundo.
O Flamengo continua perdendo oportunidades. Aos 38, Michael sai driblando pelo meio e chuta para fora. Um minuto depois, Gabigol recebe na esquerda, sozinho, chuta, mas Marcelo Lomba defende e joga para escanteio.
Como quem não faz, leva, o Flamengo se abriu e o Inter saiu rápido em um contra-ataque. Taison recebeu livre e chutou para marcar. O Internacional perdeu duas chances no finalzinho. Em uma delas, Davi Luiz salvou em cima da linha, deixando o rubro-negro em vantagem no primeiro tempo.

Jogo cai de produção

O segundo tempo começa com o Internacional avançado e tentando criar dificuldades ao Flamengo. As duas equipes voltaram mais compactadas. A primeira chance foi do Flamengo, aos 13. Michael tentou chutar,a bola bateu na zaga e Marcelo Lomba defendeu. O Internacional respondeu com Taison chutando por cima. Os gaúchos dominam o jogo.
O Flamengo voltou a assustar com Vitinho, aos 17. Ele chutou forte e Marcelo Lomba defendeu no susto. Dois minutos depois, Gabigol chutou cruzado e Lomba defendeu novamente.

Arão salva quase em cima da linha

Michael continuava levando vantagem pelo lado esquerdo, com o apoio de Vitinho. Aos 21, desequilibrado, Gabigol bateu de direita e Lomba defendeu. O Flamengo ainda perdeu boa chance com Kenedy, que chutou de canhota e Lomba defendeu.
O Internacional seguiu atacando e aos 32 perdeu uma chance incrível. Em cobrança de escanteio, Patrick cabeceou, a bola passou por Diego Alves, mas Arão afastou quase em cima da linha do gol. Aos 40,Kennedy marcou, mas o árbitro consultou o VAR e anulou o gol.
O Flamengo deu uma recuada no final e o Internacional foi todo para o ataque. O Flamengo quase ampliou aos 50, em um contra-ataque, mas Bruno Mendez interceptou.

Athletico -PR campeão

Jogadores do Athletico-PR comemoram o bicampeonato

 

O Athletico-PR venceu o Red Bull Bragantino por 1×0, em Montevidéu, e se sagrou bicampeão da Copa Sul-americana. O gol dos paranaenses foi de Nikão, aos 28 minutos do primeiro tempo.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.