Fla tem Gérson, Arrascaeta, Isla e Rogério Ceni no Bola de Prata 2020 da ESPN; Claudinho é o craque do Brasileirão e gol mais bonito foi de Benitez, do Vasco da Gama

fevereiro 27, 2021 /

Claudinho ( foto em destaque), do RB Bragantino, foi o grande premiado da noite do Bola de Prata

Octacampeão brasileiro, o Flamengo foi grande destaque da premiação da 51ª edição do Bola da Prata, premiação realizada nesta sexta-feira, em São Paulo, organizada pela ‘ESPN’. Ao todo, o rubro-negro emplacou quatro nomes na seleção do campeonato, mas o Bola de Ouro ficou com Claudinho, do Bragantino. Julia Bianchi, do Avaí Kindermann, levou o prêmio entre as mulheres.

A seleção masculina do Bola de Prata ficou formada com: Weverton; Isla, Gustavo Gómez, Junior Alonso, Guilherme Arana; Gerson, Edenilson, Claudinho, Arrascaeta; Luciano e Marinho. Além dos quatro representantes do Flamengo, o Palmeiras e o Atlético-MG, com dois nomes cada, e São Paulo e Internacional, Santos e Bragantino, com um, também foram mencionados.

 

Além do prêmio de craque do campeonato, Claudinho, do Bragantino, ganhou o prêmio de revelação da competição. Já Rogério Ceni, do Flamengo, foi eleito o melhor treinador.

— Conseguir estar aqui é uma satisfação muito grande. Quero agradecer à Nação rubro-negra, que tenho certeza que está muito feliz no Rio de Janeiro. Obrigado pela oportunidade. O que me move é a paixão pelo que faço, as 10h, 12h que passo dentro do centro de treinamento. Sou um apaixonado por futebol. É a minha vida. Chegar ao Flamengo em quatro anos de carreira [como treinador] é gratificante — comemorou Rogério Ceni.

O gol eleito o mais bonito deste Campeonato Brasileiro ficou com o argentino Martín Benítez, do Vasco, que marcou de bicicleta na derrota por 4 a 1 para o Atlético-MG, na 13ª rodada.

— Quero agradecer a torcida do Vasco e de todo Brasil por escolher o meu gol como o mais bonito. Seria lindo ganhar esse prêmio e escapar do rebaixamento, que foi triste para nós. Eu e meus companheiros fizemos de tudo, mas não foi possível. Mesmo assim, queria agradecer — declarou Benítez.

Melhor goleiro: Weverton (Palmeiras)

Melhor lateral-direito: Isla (Flamengo)

Melhor zagueiro: Junior Alonso (Atlético-MG)

Melhor zagueiro: Gustavo Gómez (Palmeiras)

Melhor lateral-esquerdo: Guilherme Arana (Atlético-MG)

Melhor volante: Gerson (Flamengo)

Melhor volante: Edenilson (Internacional)

Melhor meia: Claudinho (Bragantino)

Melhor meia: Arrascaeta (Flamengo)

Melhor atacante: Luciano (São Paulo)

Melhor atacante: Marinho (Santos)

Melhor técnico: Rogério Ceni (Flamengo)

Craque do Brasileiro masculino: Claudinho (Bragantino)

Craque do Brasileiro feminino: Julia Bianchi (Avaí Kindermann)

Revelação: Claudinho (Bragantino)

Gol mais bonito: Martín Benítez (Vasco)

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.