Fiocruz lança edital para a construção da maior fábrica de vacinas da América Latina

fevereiro 5, 2021 /

Será publicado hoje no D.O. do Rio, o edital para a construção do Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde da Fiocruz/Manguinhos, em Santa Cruz. Será o maior complexo da América Latina e um dos mais modernos do mundo, podendo aumentar em quatro vezes a capacidade de produção de vacinas e biofármacos. A iniciativa pretende atender, prioritariamente, as demandas do SUS.A notícia foi divulgada pelo colunista Ancelmo Góis nesta sexta-feira (5).

Segundo Ancelmo, o lançamento contará com a presença do ministro Eduardo Pazuello.

O colunista informou também que a construção do complexo será sustentável, com o investimento será Built to Suit – financiamento privado, pago na forma de aluguel e com reversão do patrimônio no prazo de 15 anos. Além disso, os obras terão um custo de R$ 3,5 milhões e vai gerar cinco mil empregos diretos na primeira etapa e 1.500 postos de trabalho para a operação do empreendimento.

O terreno do Complexo abrange uma área de 580 mil metros quadrados e, inicialmente, serão erguidos nove prédios. A capacidade de produção está estimada em 120 milhões de frascos de vacinas e biofármacos por ano.

Insumos para fabricação da vacina Oxford-AstraZeneca chegam neste sábado

Chegará amanhã (6), ao Rio, a matéria-prima (IFA) utilizada para produção da vacina Oxford-AstraZeneca, procedente de Xangai, na China, comprada pela Fiocruz.

Com os insumos a Fundação informou poderá produzir estimadamente menor 2,81 milhões de doses.

De acordo com a Fiocruz, até o fim de fevereiro, está previsto o recebimento de matéria-prima para a produção de 15 milhões de doses ao todo. E prevê, ainda, 100 milhões de doses da vacina até o final de julho deste ano.

Aloma Carvalho