Estação Guandu será desligada para instalação de bomba contra geosmina

abril 6, 2021 /

A Cedae colocará em operação nesta quarta-feira (07/04) o novo sistema de bombeamento do Rio Guandu para a Lagoa Grande que irá renovar a água reduzindo os fatores que contribuem para a concentração de algas produtoras da geosmina/MIB. Como ação conjunta, a Companhia fará a manobra de abertura das comportas do Guandu na noite desta terça-feira (06/04) para acelerar o processo de renovação, interrompendo as atividades da ETA Guandu das 19h de hoje (06) até as 07h de amanhã (07). Entretanto, esta medida pode proporcionar falta água em municípios da Região Metropolitana. Segundo a Cedae, o reabastecimento pode levar até 48 horas.

Após essa ação, a bomba será ligada. A operação integra o conjunto de medidas que a companhia vem adotando para controlar a geosmina/MIB – substância produzida por algas que aumentam principalmente devido ao calor, água parada e nutrientes. A bomba será implantada antes da captação de água da estação de tratamento e também vai ajudar a promover a renovação da água da lagoa.

Com esta manobra somada à operação da bomba, a Cedae espera conter a proliferação das algas produtoras da substância. Importante destacar que a solução definitiva para o problema da geosmina/MIB virá com a obra de proteção da tomada de água da ETA Guandu, que já tem data para licitação: 1º de junho. A intervenção prevê a construção de um dique para impedir que as águas dos rios Ipiranga, Queimados e Poços se misturem às do Rio Guandu. A obra, investimento de aproximadamente R$ 132 milhões, tem duração prevista de 24 meses.

Serviço:

• Imóveis com sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d’água) não devem sofrer desabastecimento.

• Em áreas de ponta do sistema (extremidade das redes) e em regiões elevadas o abastecimento pode levar até 48h para ser normalizado.

• A Cedae montou esquema especial para atender hospitais e outros serviços essenciais com carros-pipa, caso haja necessidade.

• A Cedae pede que clientes que possuam sistemas de reserva internos usem água de forma equilibrada e adiem tarefas não essenciais que demandem grande consumo de água.

A Cedae coleta diariamente amostras de água na captação, na estação de tratamento e na rede de distribuição para controle da qualidade. Os resultados são publicados com transparência para que a população possa acompanhar:

https://cedae.com.br/relatoriosguandu

Aloma Carvalho