Espetáculo ‘Que lixo é lixo?’ passa por São João de Meriti, na Baixada Fluminense

novembro 17, 2017 /

BuZum!, projeto patrocinado pela CCR NovaDutra e apresentado pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto CCR, por meio da Lei Rouanet, fará 14 apresentações nos dias 1º e 6 de novembro

 Fotos: Milene Milan e Leonardo Campos

 Alunos de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, recebem nos dias 1º e 6 de novembro, 14 apresentações gratuitas do espetáculo ‘Que lixo e lixo?’, com a itinerância do BuZum!, ônibus que se transforma em teatro. A itinerância do projeto teve início no mês de setembro e segue até meados de novembro, passando por 19 cidades às margens da via Dutra. O projeto é patrocinado pela CCR NovaDutra, apresentado pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto CCR, por meio da Lei Rouanet.

Outras 14 cidades já participaram das apresentações da itinerância. Serão encenadas 182 sessões de Mamulengo e 84 sessões de ‘Que lixo é lixo?’, totalizando 266 sessões gratuitas.

As peças abordam os temas sustentabilidade, consumo consciente, meio ambiente e as tradições nordestinas. Adaptado em um ônibus que se transforma em sala de teatro, o BuZum! é equipado com palco, iluminação, ar condicionado e espaço para a plateia, com capacidade para receber até 50 espectadores por sessão.

Concebido por Beto Andreetta e Mari Gutierrez, o espetáculo Que lixo é lixo? tem direção de Wanderley Piras. Com objetos cênicos desenvolvidos a partir de embalagens descartáveis como caixas de leite, garrafas pet e latas de alumínio, a peça mostra as consequências do consumo exagerado de produtos e do descarte incorreto de resíduos. O enredo envolve dois astronautas que, durante uma viagem espacial, percebem que nosso planeta está sufocado com o lixo gerado pelo homem. Ao retornarem à Terra, os astronautas contam às crianças os estragos causados pelo lixo, ressaltando, de forma lúdica e divertida, a importância de reutilizar e reciclar o que chamamos de ‘lixo’.

O enredo de Mamulengo, por sua vez, envolve uma aventura de dois amigos em pleno carnaval pernambucano e mostra as diversas vertentes tradicionais nordestinas. João cai num poço e sua amiga Joana precisa salvá-lo. Para isso, ela conta com a ajuda de um papagaio e de diversos personagens típicos da cultura popular presentes no carnaval nordestino, como caboclinho, maracatu, cavalo marinho e frevo. Os mais de 40 bonecos utilizados no espetáculo são mamulengos confeccionados por mamulengueiros de Glória de Goitá de Pernambuco, cidade da zona da mata de Pernambuco, conhecida como a “Capital do Mamulengo”. O texto é assinado por Beto Andreetta e a direção está a cargo de Wanderley Piras.

Serviço

BuZum! apresenta o espetáculo ‘Que Lixo é Lixo?’

Entrada gratuita

Classificação: Livre

Capacidade: 50 alunos por sessão

São João de Meriti

Dias: 1º/11 (quarta-feira)

Local: Ciep 138  Municipal Dauta Jobert Barreto, Rua Joaquim Coelho Alamo, s/nº – Vila Tiradentes

Horários: 9h/9h40/10h20/11h/13h30/14h10/14h50

 

Dias: 06/11 (segunda-feira)

Local: Ciep 132  Municipal São João Bosco, Rua Torres Homem, s/nº – Eden

Horários: 9h/9h40/10h20/11h/13h30/14h10/14h50

 

BuZum! 7 anos

Em setembro de 2017, o BuZum! completa sete anos de existência com números expressivos e motivos de sobra para comemorar: são 300 mil quilômetros rodados para realizar 9 mil apresentações a aproximadamente meio milhão de pessoas em 1.000 escolas públicas de 250 cidades, em nove estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Minas Gerais, Maranhão, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul), além de Porto Suarez, na Bolívia.

 

Prêmios

Em 2016, o BuZum! recebeu o Prêmio Governador do Estado para Cultura, na categoria Arte para Crianças – Voto Popular. Em 2014, a companhia foi contemplada com o prêmio de Melhor Produção e Melhor Autor de Texto Original no 1º Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem (ex-Prêmio Femsa).

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.