Dulcinéa da Silva, primeira carioca vacinada, afirma que está bem e não sentiu nada; HGNI vai centralizar atendimento aos profissionais de saúde

janeiro 19, 2021 /

 

Na primeira manhã depois de ser vacinada, Dulcinéa Silva Lopes acordou se sentindo bem e realizada. Ela é técnica de enfermagem do Hospital Ronaldo Gazolla, unidade de referência da Covid-19 em Acari, na Zona Norte do Rio, onde trabalhou na linha de frente contra a doença por 8 meses.

“A vacina não dói. Como cada organismo é um organismo e toda vacina tem seus efeitos colaterais, mas não estou sentindo nada. Dormi bem, acordei bem e estou bem”.

Dulcinéia disse estar ainda emocionada:

“A emoção de ser convidada pela direção do hospital para ser a primeira pessoa da cidade do Rio, a primeira profissional da linha de frente que trabalha com Covid, foi muito grande. A emoção de ser vacinada não tem como descrever”, afirmou.

 

Hospital da Posse será polo de vacinação dos trabalhadores em saúde

O Nova Iguassu Online  apurou hoje que o Hospital Geral de Nova Iguaçu ( HGNI), unidade da rede hospitalar federal mas administrada pela prefeitura, será utilizado a partir de hoje como polo de vacinação dos profissionais de saúde ( médicos, enfermeiros, psicólogos,maqueiros, entre outros). São 6.334 trabalhadores em saúde a serem vacinados contra covid-19 em Nova Iguaçu. O município recebeu 14.930 doses da vacina CoronaVac produzida pelo Instituto Butantan.

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.