Do hospital, Bolsonaro dá entrevista e diz que “chance de cirurgia está bastante afastada”

julho 16, 2021 /

Sikêra Jr., Jair Bolsonaro e Antonio Macedo (Foto: Reprodução)

Perguntado sobre previsão de alta, Bolsonaro respondeu: “talvez amanhã, se o doutor Macedo me der uma força”

Jair Bolsonaro concedeu entrevista nesta quinta-feira (15) a Sikêra Jr. diretamente do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde está internado para o tratamento de uma obstrução intestinal.

 

Bolsonaro disse que chegou ao hospital, na quarta-feira (14), com fortes indícios de que precisaria passar por uma cirurgia. Nesta quinta-feira, porém, o quadro mudou e a possibilidade de uma operação está “bastante afastada”. “Cheguei aqui no dia de ontem com um indicativo muito forte para cirurgia, constatada uma obstrução intestinal. Isso tudo aconteceu porque, dadas as facadas que eu levei e o corte no intestino, da facada que eu recebi e quatro cirurgias, essa obstrução é sempre um risco muito alto. Mas graças a Deus de ontem para hoje evoluiu bastante esse quadro. Então a chance de cirurgia está bastante afastada”.

O cirurgião gástrico de Bolsonaro, Antonio Macedo, disse que desde a facada sofrida pelo chefe do governo federal de 2018, o abdômem dele está comprometido: “sempre com o abdômen cheio de aderências, com o intestino envolvido por uma membrana decorrente de toda aquela infecção, de todo aquele processo cirúrgico, e agora, no Hospital da Forças Armadas, diagnosticou-se essa obstrução”.

Perguntado sobre previsão de alta, Bolsonaro respondeu: “talvez amanhã, se o doutor Macedo me der uma força”.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.