Crianças participam de Natal Social em Mesquita

dezembro 26, 2017 /

Distribuição de brinquedos e lanches, brincadeiras, diversão nos brinquedos infláveis e, é claro, a presença do Papai Noel. Assim foi o Natal Social das crianças beneficiadas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, da Prefeitura de Mesquita. A iniciativa, que aconteceu na sexta-feira, 22 de dezembro, foi promovida pela Secretaria Municipal de Assistência (SEMAS).

A ação aconteceu na sede da SEMAS, no bairro Rocha Sobrinho. Participaram cerca de 100 crianças dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos bairros Santa Terezinha, Chatuba, Juscelino, Banco de Areia e Rocha Sobrinho. Os pequenos tiveram direito a pipoca, algodão doce, cachorro quente e refrigerante, participaram de brincadeiras e ainda puderam brincar à vontade no pula-pula e no escorrega inflável. No auge da festa, Papai Noel veio entregar os presentes, que vieram com os nomes de cada criança. “Estou fazendo aniversário hoje, então, foi uma festa bem legal. Comemorei aqui e ainda ganhei dois presentes, um pelo natal e outro pelo aniversário”, disse João Vitor dos Santos Silva, que completou 10 anos.

A secretária municipal de Assistência Social, Cristina Quaresma, falou da ação Natal Social, que também presenteou famílias com cestas básicas. “Mensalmente distribuímos alimentos às famílias em situação de vulnerabilidade social, acompanhadas pelos CRAS. São distribuídos peixes, frutas, verduras e legumes. Para o Natal Social selecionamos famílias em situação extrema para completar estes alimentos com cestas básicas. O Natal Social vem coroar o trabalho de um ano, trabalhando junto às famílias, auxiliando e proporcionando oportunidades. Isto é assistência social”, explicou Cristina Quaresma.

A subsecretária de Assistência Social, Érika Rangel, aproveitou o evento para anunciar sobre o projeto de colônia de férias, que está previsto para acontecer nos dias 15 a 30 de janeiro e deverá beneficiar 620 crianças de todos os CRAS e do Convive – Espaço Municipal de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

“Este período de férias escolares é preocupante para os pais, pois as crianças ficam ociosas e sujeitas a situações de insegurança. Hoje estamos lançando a campanha Lugar de Criança é na Escola, e Não ao Trabalho Infantil, potencializando as ações do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Estamos focados nas vulnerabilidades, e o trabalho da assistência social também é complementar às ações de saúde e educação”, completou Érilka Rangel.

Foto: Mariana Couto/Divulgação

Aloma Carvalho