CPI dos trens vai ouvir Agetransp nesta segunda-feira (14) e discutir o aumento das passagens

março 12, 2022 /

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as interrupções e atrasos nos serviços de trens vai ouvir, nesta segunda-feira (14/03), a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp). Na primeira oitiva do grupo os deputados querem entender como foi realizado o cálculo que propõe o aumento na passagem dos trens pela SuperVia. O reajuste está previsto para ocorrer no dia 21 de março e o valor da viagem passará de R$ 5 para R$ 7. A reunião será realizada na sala 1808, do Edifício Lúcio Costa, no Alerjão, às 10h30, e terá transmissão pela TV Alerj e pelo Youtube da Casa.

“Queremos ouvir a agência reguladora de imediato para entender o que levou a aprovação desse aumento absurdo. O trabalhador não receberá um reajuste salarial proporcional ao aumento da tarifa. O contrato de concessão de operação do sistema ferroviário prevê o reajuste anual da tarifa com base no IGP-M acumulado, diferente do cálculo usado para a correção salarial, que é baseado no IPCA”, explicou a presidente da CPI, deputada Lucinha (PSDB).

Além da Agetransp, foram convidados para a reunião representantes da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag), Secretaria de Estado de Transporte (Setrans), Ministério Público (MP/RJ), Defensoria Pública, Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ) e Procuradoria Geral do Estado (PGE/RJ).

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.

[ivory-search 404 "The search form 61543 does not exist"]