Covid-19 : Prefeitos querem campanha de conscientização e orientação da população para vacinação

janeiro 14, 2021 /

 

Vacinação começará com 5 milhões de doses, informa Frente de Prefeitos, e em abril o país terá 80 milhões de doses de vacinas

Após uma reunião com o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, o presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, afirmou que a campanha de vacinação no Brasil começará com 5 milhões de doses do imunizante produzido pela farmacêutica AstraZeneca e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os prefeitos querem que o governo federal divulgue com urgência uma campanha nacional de conscientização e de orientação da população, já que a vacina não é compulsória e seus primeiros lotes serão destinados a profissionais de saúde que estão na linha de frente e outros grupos vulneráveis. Os municípios estão preocupados com a segurança da logística da vacina. A vacinação contra a covid-19 no Brasiul está prevista para começar na próxima semana, no dia 20 ou 21.

Nesta quinta-feira (14/1), o ministro se reuniu com prefeitos de 130 cidades para discutir os principais pontos da campanha, prevista para começar no fim do mês.

Até abril, segundo Jonas Donizette, o governo pretende disponibilizar 80 milhões de doses de vacina. O início da imunização depende do aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que se reúne neste domingo (17/01) para decidir sobre os pedidos de registro emergencial feitos pela  Fiocruz e o Instituto Burantan das vacinas CoronaVac, chinesa, e a AstraZeneca, de Oxford.

O Palácio do Planalto planeja fazer um evento, provavelmente na segunda-feira, para anunciar o início da vacinação contra a covid-19.

No Rio, plano prevê aeronaves do estado no transporte da vacina aos 92 municípios

O governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, decidiu que não vai priorizar a capital do estado na distribuição dos lotes de vacina contra a Covid-19. Nesta quarta-feira, o Ministério da Saúde havia afirmado que a vacinação começaria pelas capitais do país, uma vez que aguardar a chegada do imunizante a todos os municípios do Brasil poderia atrasar muito o cronograma.

Castro, no entanto, afirma que o governo estadual já prepara um plano para que suas aeronaves levem os imunizantes aos 92 municípios do Rio assim que eles forem entregues pelo governo federal.

— Eu não vou dar para a capital primeiro. Todas as aeronaves do estado estão à disposição para que cada uma das 92 cidades receba proporcionalmente a parte que lhes cabe, no dia que chegar a vacina.

Além dos imunizantes, o governo do Rio vai entregar também seringas e agulhas para que os municípios possam realizar imediatamente a vacinação. O governo já tem 8 milhões de unidades dos insumos armazenados em um galpão em Niterói.

Sem oxigênio, Manaus terá toque de recolher

O governador de Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou, no início da tarde desta quinta-feira (14/1), em coletiva de imprensa, que vai decretar toque de recolher em Manaus (AM).

 

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.