Começa em Queimados o Festival Literário da Baixada Fluminense

março 21, 2021 /

O prefeito Glauco Kaizer ( à direita na foto em destaque ) prestigiou presencialmente o evento de sua cidade

Abertura do evento, que é inédito na região, ocorreu na noite deste sábado (20)

A Prefeitura de Queimados deu início à primeira edição do Festival Literário da Baixada Fluminense (FLIBA), na noite deste sábado (20). O festival, que é inédito na região, ocorrerá no período de 20/03 a 18/04, será totalmente on-line e contará com atividades como contação de histórias, encontro literário, rodas de conversas e oficinas.

A solenidade foi transmitida para a população através das redes sociais da Secretaria Municipal de Cultura e do FLIBA. Presencialmente o festival contou com a presença do Prefeito Glauco Kaizer, a Vice-prefeita, Maise Justo, a secretária de Estado de Cultura Daniele Barros e alguns secretários municipais, destacando a presença da secretária de Educação Zilda Vargas, que destacou a importância da educação caminhar lado a lado da cultura.

“Acredito que cultura tem papel fundamental na educação, um exemplo disso são as grandes obras literárias que crianças e adolescentes leem em sua trajetória acadêmica. Precisamos incentivar mais nossas crianças a consumir cultura”, comentou a secretária.

Durante sua fala, o Prefeito Glauco Kaizer destacou a importância de um evento como esse na Baixada Fluminense. “Eu acho que chegou o momento da Baixada mostrar seu valor e os movimentos culturais estão aí para isso, para mostrar que tem gente produzindo cultura de qualidade, tem gente produzindo cidadania e promovendo a construção de seres humanos melhores”, explicou.

Além de expandir o alcance da cultura na Baixada, o FLIBA também tem como objetivo, perpetuar o acesso à cultura e educação no município: através do incentivo dado pela Lei ALdir Blanc, uma biblioteca municipal será reativada no bairro São Roque, onde hoje funciona a Estação Cidadania Planeta Futuro.

“A Secretaria de Cultura não poderia coexistir sem uma biblioteca pública na cidade, esse projeto é muito importante para que incentivemos também a leitura no município”, explicou o secretário de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Rômulo Sales.

O evento contou também com a presença da cantora, atriz e escritora, Mona Vilardo; da cantora atriz e escritora, Carol Dall Farra; do rapper e escritor, Dudu de Morro Agudo; da Coordenadora sociocultural do Projeto Golfinhos da Baixada, Gisele Castro; da cantora Kaylane Muniz; do cantor e compositor, Sérgio Lousada; do produtor cultural e ex subsecretário de cultura do município, Leandro Santana, e da idealizadora do Projeto Leitura Acessível e fundadora do Instituto Incluir, Carine Alves.

Quem desejar participar do FLIBA, pode acessar as redes sociais da Secretaria de Cultura no Facebook ou Instagram.

 

fotos: Ale  Marques/Divulgação

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.