Com Maracanã lotado, Flamengo vence o Corinthians por 1×0; Fluminense perde no Sul

novembro 18, 2021 /

O atacante Bruno Henrique(a foto é do Twitter/Flamengo) fez o gol do Flamengo mesmo sentindo dores no joelho esquerdo

Clebio Luiz

Com quase 50 mil torcedores no Maracanã, o Flamengo venceu o Corinthians por 1×0 em seu último jogo no Rio antes da final da Copa Libertadores, que será disputada no dia 27, contra o Palmeiras, no Uruguai. O gol da vitória foi de Bruno Henrique, aos 48 minutos do segundo tempo. O rubro-negro chegou a 63 pontos, em segundo lugar.O líder é o Atlético-MG, com 71 pontos.

O jogo começou com o Flamengo marcando em cima deixando o Corinthians acuado. Logo aos 4 minutos, João Gomes chuta da entrada da área,mas a bola sobe. O rubro-negro toca bem a bola e deixa o Corinthians sem opção. Aos 12, Vitor Gabriel recebe em profundidade, se enrola, e Cássio fica com a bola.

O meia Diego teve participação importante na vitória sobre o Corinthians

 

Jogo equilibrado

O Corinthians começa a se acertar e dá a resposta logo em seguida. Jô recebe de Renato na esquerda, avança e chuta mal. Aos 14, Giuliano recebe na entrada da área, mas chuta fraco à direita do goleiro Hugo. Os paulistas equilibram o jogo.
Em um ataque, Roger Guedes fingiu na frente de Davi Luiz e chutou na rede pelo lado de fora. O Flamengo reage com Vitinho, que chuta forte por cima do gol. O Flamengo dominou o primeiro tempo.

Mudanças importantes

O segundo tempo começou em ritmo mais lento com os times tocando a bola, mas sem concluir para o gol. Renato Gaúcho colocou Gustavo Henrique, Michael, Bruno Henrique e Filipe Luís.
O Flamengo acelera o ritmo e quase abre o placar com Kenedy, que pegou o rebote na grande área e chutou com perigo à esquerda de Cássio. Em seguida, Kenedy foi substituído por Rodinei.

Gol salvador

O jogo desacelerou e o Flamengo insistia nos cruzamentos, facilitando a vida da zaga do Corinthians. Aos 28, João Gomes recebe na entrada da área e chuta com perigo à esquerda de Cássio.
O Corinthians tentava explorar a velocidade de Mosquito e Roger Guedes nos contra-ataques, mas a zaga do Flamengo conseguia anular as jogadas. O time paulista optou por manter as linhas recuadas.
O Flamengo continuava pressionando e quase Bruno Henrique marcou com um chute forte espalmado por Cássio. Aos 40, Diego bateu falta e Cássio espalmou para escanteio. Na cobrança, João Gomes cabeceou no travessão.
O Corinthians voltou a assustar aos 45, com Roger Guedes chutando com perigo à esquerda de Hugo, com perigo. Mas a determinação do Flamengo foi compensada nos acréscimos, aos 48, quando Rodinei passou por dois marcadores e cruza na cabeça de Bruno Henrique, que cabeceou no contrapé do goleiro Cássio para a fazer a festa da torcida no Maracanã.

Fluminense se complica

O Fluminense foi derrotado nesta quarta-feira (18/11), em Caxias do Sul, pelo Juventude. O gol surgiu após Jadson cobrar falta para a área. Dawhan cabeceia e Vitor Mendes, também de cabeça, faz o gol da vitória.
Com a vitória, o Juventude chegou ao 15º lugar, com 39 pontos. O tricolor se manteve em 8º, com 45.

Vitor Mendes março o gol da vitória que tirou o Juventude da Zona de Rebaixamento ( foto de Fernando Alves/Juventude)

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.