Com apoio do Governo do Estado, final de concurso de cafés especiais acontece neste sábado

janeiro 30, 2021 /

 

Competição reuniu 48 produtores fluminenses e terá leilão dos grãos vencedores

 A etapa final do IV Concurso de Cafés Especiais do Estado do Rio de Janeiro será realizada virtualmente, neste sábado (30/01), às 9h30min. Pelo link https://youtube.com/channel/UCP88t1CQq7GIJIDmVqWwO-A, no canal do YouTube da Associação dos Cafeicultores do Estado do Rio (Ascarj), será possível saber quem serão os vencedores da competição promovida pela instituição. A disputa tem o apoio das secretarias estaduais de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais e de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, além do Sebrae-RJ e da Emater. Após receber inscrições de 48 produtores, serão anunciados os quatro primeiros colocados das categorias Natural e Via Úmida.

Os finalistas receberão uma medalha virtual e um diploma. Já os vencedores receberão também um certificado de classificação com sua colocação na competição, que poderá ser usado pelos produtores para gerar valor ao seu produto. O governador em exercício Cláudio Castro destaca que o concurso valoriza uma produção que está contribuindo para ampliar a diversificação da economia fluminense.

– Além disso, há o resgate de uma tradição histórica do estado do Rio de Janeiro, que, no passado, já foi um grande produtor de café tanto para o mercado interno quanto para o mundial – acrescentou Castro.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares, destaca a visibilidade gerada pelo concurso.

– Estamos falando de uma atividade que envolve 2.550 produtores no território fluminense. A maior parte da nossa produção está na Região Noroeste, com 72,2%, seguida pelos 27,6% da Serrana e 0,2 % no Médio Paraíba. A maioria é de pequenos e médios produtores – explicou o secretário.

O secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento, Marcelo Queiroz, lembra que o mercado vem dando cada vez mais valor a produtos de qualidade diferenciada.

– Esta união com a Associação de Cafeicultores para a promoção de um concurso que destaca os cafés especiais do nosso estado é estratégica. A produção e a colheita de grãos de qualidade diferenciada vêm ganhando, cada vez mais, notoriedade no Brasil e no mundo – destacou Queiroz.

O resultado da competição será anunciado pelo Q-grader (provador da qualidade de cafés) João Batista Pavesi Simão, da empresa de tecnologia em cafeicultura Caparaó Jr. Logo depois, por uma plataforma digital, haverá o leilão virtual da produção dos quatros vencedores das duas categorias, com a participação de compradores do Rio, São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

Os produtores, com o apoio da Rota de Desenvolvimento de Cafés Especiais Polo Região Serrana e Noroeste, estão buscando a classificação de indicação geográfica da produção local. Com a implantação da indicação geográfica, é esperado um impacto de R$ 6 milhões adicionais no faturamento anual dos cafeicultores, que hoje é de R$ 75,8 milhões. O setor gera ocupação para 13 mil pessoas, sendo a maioria no Noroeste (93%), 6% na Região Serrana e 1% no Médio Paraíba

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.