Classificado, Brasil não se intimida e faz bom jogo no empate com a Argentina

novembro 17, 2021 /

O atacante Vinícius Júnior ( foto de Lucas Figueiredo/CBF) deu trabalho à defesa da Argentina

 

Clebio Luiz

Em um jogo bastante disputado, o Brasil empatou em 0x0, em San Juan, e chegou a 35 pontos nas Eliminatórias da Copa do Mundo do Catar. O Brasil já está classificado. O jogo com a Argentina foi disputado e, por vezes, os jogadores se excediam em jogadas mais ríspidas.
Como de costume, Brasil e Argentina é um jogo disputado e até com algumas jogadas ríspidas. A seleção brasileira assustou logo no início com Vinícius Júnior. Ele entrou cara a cara com o goleiro Martinez, tentou jogar por cobertura e bateu para fora. Aos 18 minutos, Matheus Cunha percebe Martinez adiantado e tenta encobri-lo. Por pouco o atacante não fez um golaço.
A Argentina tem mais posse de bola, mas não consegue arrematar. Aos 30, Lautaro Martinez tenta chutar, mas é travado. O Brasil responde com Fred, que chutou da intermediária, mas Martinez defende.
A Argentina tenta fazer o gol a qualquer custo. Aos 40, Acuña ajeitou para De Paul na entrada da área. Ele domina e bate colocado.Alisson se estica para espalmar o chute. Cinco minutos depois, Alisson se complicou e quase entrega o ouro, mas a zaga alivia.

Messi assusta no final

O segundo tempo começa brigado e a Argentina tenta empurrar o Brasil para a defesa. Mas a primeira chance clara de clara é do Brasil. Fred pega sobra na entrada da área e chuta no travessão.
Fabinho e Fred faziam marcação cerrada para evitar que Messi dominasse a bola. Aos 24,
Alisson recebe passe na fogueira na pequena área, se atrapalha e quase entrega. O goleiro consegue tirar para a linha de fundo. O Brasil pressionava e quase abre o placar com Vinícius Júnior chutando e Martinez defendendo. Aos 27, Messi pega de primeira uma sobra e chuta de primeira, mas Alisson defende com tranquilidade. No finalzinho, Messi volta a assustar ao chutar da entrada para a defesa em dois tempos.
Fim de jogo e o Brasil mostrou evolução, não deixando a Argentina mandar no jogo.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.