Caravela vascaína navega em águas claras e passa por cima do Flamengo no Carioca

abril 16, 2021 /

*Clébio Luiz

A caravela vascaína navegou em águas claras e afundou o Flamengo na quinta-feira (15/04), no Maracanã. Com bela exibição – principalmente no primeiro tempo – o Vasco comandou as ações e venceu o jogo por 3×1, chegando a 13 pontos no Campeonato Carioca, ficando em quinto lugar. O Flamengo, em uma noite apagada, permanece como vice-líder, com 19. O Volta Redonda é o primeiro colocado, com 20.

Os 45 minutos iniciais foram todo do Vasco. A equipe abriu o placar com Léo Matos. Zeca bateu o escanteio. Léo Matos se desvencilhou de Filipe Luís, subiu e cabeceou sem chance para Diego Alves. O Flamengo tinha mais posse de bola, mas com pouca objetividade, pois o Vasco marcava bem e saía rápido em contra-ataques. Não demorou muito e o Vasco marcou o segundo gol. Gérman Cano recebeu no lado direito da área, dominou e chutou forte vencendo Diego Alves.

Com o Flamengo perdido em campo, Rogério Ceni tentou dar mais mobilidade ao time no segundo tempo. Colocou Matheuzinho, Vitinho e Rodrigo Muniz nos lugares de Isla, João Gomes e Éverton Ribeiro. A equipe melhorou, mas os chutes paravam sempre nas defesas do goleiro Lucão, um dos destaques do jogo, ou na trave.

Diego erra

O Vasco continuava a marcação, obrigando o Flamengo a tocar demasiadamente a bola. Aos 32, mesmo com o rubro-negro atacando muito, o Vasco matou o jogo. Diego perdeu a bola e Marquinhos Gabriel conseguiu tocar para Morato, que driblou Filipe Luís e chutou forte para fazer 3×0. Aos 48, depois de um bate e rebate na área, Vitinho acertou um belo chute e fez o gol de honra do Flamengo.

O rubro-negro volta a campo pelo Campeonato Carioca neste sábado (16/04) e enfrenta a Portuguesa (terceira colocada, com 17 pontos), às 21h05, na Ilha do Governador. A tendência é que o técnico Rogério Ceni escale o time reserva, pois na terça-feira, às 21h30, na Argentina, pela Copa Libertadores. Já o Vasco, que ainda briga por vaga no quadrangular decisivo, pega o Boavista no domingo (18/04), às 18h30, em Bacaxá.

Prêmio da Copa do Brasil paga um ano de folha salarial do 4 de Julho

Depois da surpreendente classificação do ABC de Natal em cima do Botafogo – RJ, a Copa do Brasil reservou mais uma surpresa. Desta vez, o modesto 4 de Julho, do Piauí, que disputa a Série D do Brasileirão, aprontou para coima do Cuiabá e avançou para a próxima fase da competição. O jogo foi em Teresina.

Os piauienses empataram em 0x0 no tempo normal com o Cuiabá, mas venceram por 5×4 nos pênaltis. O destaque foi o goleiro Jailson, do 4 de Julho, que defendeu um pênalti e converteu outro, classificando o time, que embolsou R$ 1,7 milhão. A folha salarial do 4 de Julho é R$ 140 mil por mês. O prêmio recebido dá para pagar a folha durante um ano.

Aloma Carvalho