Brasileirão se afunila e cariocas jogam de olho nos rivais

janeiro 20, 2021 /

O zagueiro Luccas Claro ( foto ) enfrenta seu ex-clube, o Coritiba, pela primeira vez

 

Três times cariocas entram em campo nesta quarta-feira (20-01). O Botafogo recebe o Atlético Goianiense, no Engenhão. O Fluminense vai ao Paraná para enfrentar o Coritiba. Já o Vasco terá uma parada duríssima também em São Paulo contra o Bragantino. Na quinta-feira (21-01), o Flamengo bate de frente com o Palmeiras em Brasília Com 52 pontos e 51, respectivamente, ambos ainda sonham com o título do Brasileirão. A 31ª rodada ainda terá dois clássicos com os quatro times na briga pelo título: Grêmio X Atlético Mineiro e São Paulo X Internacional

Botafogo – Às 17h, o Botafogo entra em campo para enfrentar o Atlético – GO. Na lanterna do campeonato com 23 pontos, o Glorioso “respira por aparelhos” e não tem outra alternativa a não ser vencer o jogo para continuar vivo na briga contra o rebaixamento. Não basta apenas vencer. É necessário que os rivais também tropecem para que o time ganhe posições na tabela

Fluminense – Sétimo colocado com 46 pontos e de olho em uma das vagas da Libertadores, o Fluminense enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira, às 20h30. A equipe carioca vem de uma vitória magra por 1 X 0 sobre o Sport. Os paranaenses, que ocupam a Zona do Rebaixamento com 25 pontos, também venceram na última rodada e tentam conquistar mais três pontos para “respirarem” no campeonato. Uma das curiosidades do jogo é que o zagueiro Luccas Claro, atualmente no Fluminense, irá enfrentar pela primeira vez o Coritiba, seu ex-clube. Além de vencer, o tricolor torce por tropeço de rivais como Grêmio (50), Palmeiras (51) e Flamengo (52)

Vasco – Sem poder contar com Martin Benitez – o meia não viajou porque está recuperando a forma física -, o Vasco enfrenta o Bragantino, em Bragança Paulista. A equipe de Vanderlei Luxemburgo perdeu para o Coritiba no último final de semana, em São Januário. Para o jogo desta noite, o treinador também não contará com Bruno Homes e Henrique (suspensos) e com o zagueiro Ricardo Graça, que se recupera de uma cirurgia. O Vasco está em 15º lugar (três acima da Zona de Rebaixamento). Já o Bragantino ocupa a 12ª posição com 38 pontos. Colados no Vasco estão Fortaleza (32) e Bahia (29)

Flamengo – Uma tarefa difícil. Assim pode ser definida a missão do Flamengo, que nesta quinta-feira (21/01), às 19h, enfrenta o Palmeiras, em Brasília. O time está respirando novos ares com a vitória obtida sobre o Goiás. O técnico Rogério Ceni terá a volta do meia Gerson, mas rasgou elogios a Diego Ribas, que comandou o time na partida contra o Goiás. Com 52 pontos, em quarto lugar, o Flamengo precisa vencer o Palmeiras para chegar a 55 pontos. Para embolar o campeonato, o rubro-negro terá de torcer por um empate na partida entre São Paulo (57) e Internacional (56) e no jogo entre Grêmio (50) e Atlético Mineiro (53).

 

Jogos da 31ª rodada

 

Quarta-feira (20/01/2021)

Botafogo X Atlético Goianiense – 19h

Bahia X Athlético Paranaense – 18h

Grêmio X Atlético Mineiro – 19h15

Coritiba X Fluminense – 20h30

São Paulo X Internacional – 21h30

Bragantino X Vasco – 21h30

Quinta –feira (21/01)

Flamengo X Palmeiras – 19h

Fortaleza X Santos – 19h

Goiás X Ceará – 19h

Corinthians X Sport – 21h

 Foto:  Mailson Santana/FFC

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.