Brasil joga mal, empata com a Colômbia e continua liderando as Eliminatórias

outubro 11, 2021 /

O meia Fred ( a foto é de Lucas Figueiredo/CBF) voltou a não jogar bem. Sem criatividade, ele decepcionou

 

Clebio Luiz

 

Em um jogo fraco, a Seleção Brasileira empatou em 0x0 com a Colômbia no domingo (10/10), em Barranquilla, mas manteve-se líder nas eliminatórias da Copa do Mundo 2022 com 28 pontos. A Colômbia está em quinto lugar, com 15.
O Brasil chegou pela primeira vez aos quatro minutos do primeiro tempo. Neymar recebeu passe e chutou forte. Ospina espalmou e evitou o gol. A segunda chance só aconteceu aos 32, quando Fred recebeu passe de Neymar na entrada da área e chutou de canhota por cima do gol.

Poucas chances de gols

No segundo tempo, o Brasil começou tentando ocupar o campo do adversário. Mas a primeira chance foi da Colômbia, aos 22 minutos. Quintero chutou forte de fora da área e Alisson fez uma grande defesa.
O Brasil voltou a pressionar aos 30 minutos. Raphinha tentou chutar pela esquerda e foi desarmado. No minuto seguinte, Raphinha chutou forte da entrada da área e Ospina espalmou. Aos 34, a Seleção voltou ao ataque. Lucas Paquetá recebeu passe de Neymar e chutou pela linha de fundo. Quatro minutos depois foi a vez de Antony tentar. Ele recebeu cruzamento de Raphinha e bateu de chapa. O goleiro colombiano fez mais uma defesa difícil.
E ficou só nisso! Um jogo fraco e sonolento.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.