Botafogo vence o Brasil -RS, ultrapassa o Coritiba e é o Campeão da Série B de 2021;Flu atropela o América-MG e continua na briga por vaga na Libertadores

novembro 21, 2021 /

Diego Gonçalves  (foto de Vítor Silva)  fez o gol que deu o título ao Botafogo

Clebio Luiz

O Botafogo venceu o Brasil – RS por 1×0, em Bento Gonçalves, e conquistou antecipadamente, neste domingo (21/11), o título de campeão brasileiro da Série B. O gol do título foi marcado por Diego Gonçalves. Em 2022 o alvinegro disputará a Série A.
Com o gramado ruim, o Botafogo começou errando muitos passes. Mas, aos 20 minutos, Carlinhos cobrou falta para a área. Rafael Navarro ajeitou de calcanhar e Diego Gonçalves chutou forte para marcar o gol da vitória.
No segundo tempo, o juiz expulsou Barreto, do Botafogo. O jogador derrubou Gabriel Poveda, que estava entrando sozinho para empatar.
O Botafogo não se intimidou e quase fez o segundo gol com Rafael Navarro. O Brasil respondeu com um chute forte de Bruno Matias, mas Diego Loureiro fez boa defesa. O alvinegro soube se segurar e comemorou o título antecipado, pois o Coritiba perdeu de 1×0 para o CSA, em Curitiba.

O Botafogo venceu e foi campeão com:
Diego Loureiro; Daniel Borges, Carli, Kanu e Carlinhos; Barreto, Luís Oyama (Ricardinho 48’/2ºT) e Marco Antônio (Romildo 18’/2ºT); Warley (Ronald 18’/2ºT), Rafael Navarro (Rafael Moura 37’/2ºT) e Diego Gonçalves (Matheus Frizzo 48’/2ºT) – Técnico: Enderson Moreira.

 

Fluminense continua na luta por vaga na Libertadores

Jogando com camisas com os nomes de personalidades negras às costas, o Fluminense venceu o América-MG por 2×0, neste domingo, no Maracanã, e chegou a 48 pontos. O tricolor ainda sonha com uma vaga na Copa Libertadores de 2022.

De pênalti, Fred (que levou o nome de Waldo às costas) marcou o segundo gol do Fluminense. A foto é de Lucas Merçon

O Fluminense dominou o jogo e buscava o gol. No final do primeiro tempo, o lateral Marlon cobrou falta para a área, a defesa americana tentou fazer a linha de impedimento. Caio Paulista se esticou de cabeça, Nino tocou para o meio e Luiz Henrique abriu o placar.
No segundo tempo, o América se animou e chegou a assustar o Fluminense. Porém, o tricolor chegou ao segundo gol. Cazares bateu falta e Jhon Arias sofreu pênalti de Eduardo Bauermann. Na cobrança, Fred bateu no canto direito do goleiro Cavichioli, que nada pôde fazer. Na próxima semana, o Fluminense recebe o Internacional.

Dentre as personagens negras homenageadas pelo Fluminense estavam nas camisas dos jogadores: Chico Guanabara (um dos primeiros torcedores apaixonado pelo Fluminense), Jovelina Pérola Negra (sambista), Cafuringa (ponta direita do Fluminense que fez sucesso na década de 1970), Jorge Lafond (humorista), Carlos Alberto Torres (lateral/zagueiro campeão mundial, que também jogou pelo Fluminense) e Waldo (atacante que marcou 319 gols pelo Fluminense entre 1954 e 1961).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.