Bayern de Munique vence Tigres por 1×0 e leva o Mundial para a Alemanha

fevereiro 11, 2021 /

Bayern de Munique e Tigres (México) fizeram nesta quinta-feira (11) a final do Mundial de Clubes, no Catar. A equipe alemã venceu por 1×0 e foi a campeã com um gol marcado por Pavard. O terceiro lugar ficou com o Al Ahly, do Egito, que derrotou o Palmeiras nos pênaltis por 3×2.

Franco favorito, o Bayern começou logo assustando aos 4 minutos. Sané arrisca de fora da área, a bola bate na defesa e sobra para Cóman. Que chuta mascado e Guzmán defende. O Tigres tenta encurtar os espaços do time alemão, que segue atacando.

Mas o Tigres não está morto. Aos 10, Ginac (a estrela do time) dispara em velocidade e vira o jogo para Quiñones, que chuta mal. Em outra jogada, González lança Quiñones, mas Neuer sai do gol e evita o perigo. O Bayer chegou até abrir o placar, mas Lewandowski estava impedido. Em uma jogada bem tramada, Cóman chuta da entrada da área e Guzmán manda para escanteio.

O Bayern aproveitava os espaços deixados pelo Tigres e vai se soltando. Aos 33, Sané entra na área e dispara um chute forte de canhota. A bola explode no travessão. O Tigres marcou bem o Bayern em cima e segurou o 0x0 no primeiro tempo.

Bayern de Munique e Tigres voltaram para o segundo tempo com as mesmas equipes. O time alemão tenta impor sua superioridade técnica, mas o Tigres se fecha bem. Os alemães rodam a bola e tentam encontrar uma brecha para fura a defesa da equipe mexicana, que se posta bem defensivamente aguardando uma chance de contra-ataque.

O gol alemão não demorou a sair. Lewandowski disputa uma bola na área com Guzmán e a bola sobra para Pavard, que empurra para o gol. Depois da confusão pela anulação do gol, o VAR confirmou: Bayern 1×0. Refeito do gol, o Tigres vai para o ataque. Quiñones tenta cruzar da esquerda rasteiro. Pavard chega de carrinho para interceptar o passe. A bola bateu em Sulé e os jogadores do Tigres pediram pênalti.

Nos minutos finais só deu Bayern. Aos 34, Tolisso chutou da entrada da área e o goleiro Guzmán deu mole, mas se recuperou, pois a bola bateu na trave e voltou para ele defender. O time alemão continuava pressionando. Alaba lança, a bola passa por Salcedo em direção ao gol. O goleiro Guzmán quase se atrapalha, mas tirou a bola em cima da linha do gol. No último lance de perigo, o Bayern ataca e Choupo-Moting fica cara a cara com Guzmán, dribla um marcador e rola para Douglas Costa. O brasileiro dispara uma bomba, mas Guzmán faz uma excelente defesa. Daí em diante o Bayern tocou a bola e esperou o jogo acabar para faturar o Mundial de Clubes.

Verdão ‘amarela’ nos pênaltis e fica em 4º lugar no Mundial de Clubes

Sem marcar um gol no tempo normal nos dois jogos (o primeiro foi contra o Tigres (México, quando foi derrotado por 1×0), o Palmeiras perdeu nos pênaltis por 3×2 para o Al Ahly, do Egito, e ficou em 4º lugar no Mundial de Clubes disputado no Catar. Rony e Luiz Adriano erraram as duas primeiras cobranças do Palmeiras. Gustavo Scarpa e Gustavo Gómez converteram as seguintes. Os egípcios também erraram duas. Mas Ajayi marcou para Al Ahly. Felipe Mello desperdiçou e o Al Ahly venceu por 3×2. Com o quarto lugar, o Palmeiras recebe R$ 13 milhões. Se ficasse em terceiro, o montante seria R$16,2 milhões

Além de perder as duas partidas, o Palmeiras é o primeiro time sul-americano que não consegue pelo menos um terceiro lugar no Mundial. O Internacional conseguiu em 2010 e o Atlético – MG em 2015.

Aloma Carvalho