Alerj debate Fundo de pensão da Petrobrás, roubo de cargas e a intervenção no Rio nesta segunda(7)

maio 6, 2018 /

O equacionamento do déficit de R$ 27,7 bilhões do Petros, Fundo de Pensão dos Empregados da Petrobras, será tema de audiência pública da Comissão de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). O encontro acontece na próxima segunda-feira (07/03), às 11 horas, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho.”Há uma manipulação das informações em relação aos resultados e investimentos da empresa. O objetivo é desacreditar a Petrobras. Os aposentados que trabalharam durante anos na companhia não podem sofrer com esse descaso”, disse o presidente da comissão, deputado Paulo Ramos (PDT).

Participarão da reunião representantes da Petrobras, do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro (Sindipetro – RJ).

COMISSÃO DEBATE PROJETO PARA MELHORAR A FISCALIZAÇÃO SOBRE O ROUBO DE CARGAS
 
A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) realizará uma audiência pública para debater o projeto de lei 3.804/18, de autoria da presidente do grupo, a deputada Martha Rocha (PDT). A proposta determina que as empresas que comercializam, transportam ou armazenam telefones celulares ou outros aparelhos eletrônicos que tiverem IMEI – número de identificação global – deverão informar às delegacias de Polícia Civil todos os roubos ou furtos que sofrerem. A reunião acontecerá nesta segunda-feira (07/05), às 13h, na sala 316 do Palácio Tiradentes.

Segundo a proposta, os estabelecimentos terão um prazo de 24 horas para comunicarem as ocorrências. O descumprimento da norma acarretará multa com valores entre mil e cinco mil UFIR-RJ, aproximadamente R$ 3.294,00 e R$ 16.470,00. Os recursos serão destinados ao Fundo Especial da Polícia Civil (Funespol).

Os deputados da Casa já fizeram três emendas ao projeto original que também serão debatidas durante a audiência. Martha Rocha explicou que a proposta será um novo mecanismo de combate ao roubo de cargas. “O projeto é importante devido ao quadro de aumento da criminalidade no estado. No ano passado, a Comissão de Segurança da Alerj também já tinha apresentado ao Governo Federal um documento com 14 propostas para reduzir o roubo de cargas no Rio”, destacou a parlamentar. Foram convidados para a audiência representantes de diversos órgãos, como da Polícia Civil, da Secretaria de Estado de Segurança e da Federação do Transporte de Cargas do Rio (Fetranscarga)

CUMPRA-SE DEBATE INTERVENÇÃO FEDERAL NA SEGURANÇA DO RIO

A Comissão Especial para o cumprimento das leis da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), mais conhecida como Cumpra-se, realizará uma audiência pública para debater a intervenção federal no Estado do Rio. A reunião acontecerá nesta segunda-feira (07/05), às 14h, na Sala 311 do Palácio Tiradentes.

O presidente da comissão, deputado Carlos Minc (PSB), afirmou que o objetivo é realizar um balanço sobre as ações da intervenção, que começou em fevereiro deste ano. “Uma política de segurança só funciona se combinada com forte esforço na educação integral e em programas sociais inclusivos. Vamos averiguar tudo que tem sido feito”, afirmou Minc.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.