Agência do Santander em Seropédica funciona há dois anos num container na Rural

fevereiro 2, 2021 /

 Agência 3933 em Seropédica é um container ( foto)  montado com chapas de aço 

 

Correntistas do banco Santander em Seropédica estão cobrando da instituição um espaço que lhes ofereça segurança, conforto e serviços. Dois anos atrás, o Santander prometeu um novo espaço, mas até hoje só disponibilizou um container sem caixas eletrônicos. A agência 3933  funcionava normalmente em um prédio dentro da Universidade Federal Rural do Estado do Rio de Janeiro, a UFRRJ, até o dia 27 de maio de 2019. Devido a infiltrações na parte estrutural do prédio, ela mudou-se para um container, prejudicando seus clientes e funcionários do banco até a presente data. Seropédica tem cerca de 20 mil pessoas de vários estados que estudam e trabalham na Universdidade Rural.

Segundo Samuel Barbosa, profissional da área de Comunicação, inúmeras reclamações são ignoradas pela direção do Santander.

– Trata-se de uma falta de respeito com seus clientes e funcionários que estão trabalhando dentro de um micro-ondas de chapa de aço neste calor. Atualmente a agência não funciona para saque e nem para depósito, obrigando seus clientes fazerem uso do Banco 24 horas – queixa-se Samuel, correntista da agência.

No dia 21 de junho de 2019, o Sindicato dos Bancários já tinha exigindo a regularização da agência na Universidade Rural, denunciando inclusive à Policia Federal, conforme matéria do “CONTRAF” intitulada (Container vira agência do Santander em Seropédica (RJ)).

-É vergonhoso que um Banco como o Santander trate seus investidores e funcionários desta forma, obrigando seus clientes a irem a outros municípios fazerem movimentação de suas contas bancarias- reage o indignado Samuel ao informar que as agências mais próximas do Santander ficam nas cidades de Paracambi e Itaguaí.

 

O espaço está aberto para o Santander se manifestar

fotos: Samuel Barbosa

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.