Subcomissão debate, nesta quinta-feira ( 8), na Câmara dos Deputados, gestão da saúde e assistência farmacêutica

agosto 6, 2019 /

A Subcomissão Permanente de Saúde debate, nesta quinta-feira (8), as prioridades do Ministério da Saúde relativas a gestão, recursos e planejamento; e assistência farmacêutica, dois dos cinco eixos temáticos que estão sendo analisados pelo colegiado.

A audiência foi solicitada pela deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), presidente da subcomissão, que é vinculada à Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.

Serão ouvidos o secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde do Ministério da Saúde, Denizar Vianna Araújo; e o subsecretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Saúde, Arionaldo Bomfim Rosendo.

De acordo com o plano de trabalho aprovado pela subcomissão, os outros três eixos temáticos são: prevenção e promoção da saúde; atenção básica; e assistência médica e alta complexidade. Para cada eixo foram designados relatores parciais, que contribuirão com subsídios ao relator geral dos trabalhos do colegiado, deputado Luiz Antônio de Souza Teixeira Jr. (PP-RJ), o Dr. Luizinho, ex-secretário estadual de saúde e do município de Nova Iguaçu.

Agência Câmara/Divulgação

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.