Sociedade de Nova Iguaçu lota o Patronato na festa dos 60 anos com a Orquestra Tupy

setembro 17, 2019 /

Antonio Alpino, Aldo, Maria Lúcia, Gláucia Brasil, Nilceia Calais,Ana Mello, Kátia Gonzáles, Dr.Abrão, Nilo Alpino, Décio Lima, Fávaro, Cabral e Gustavo Seabra ( foto acima) . Estes foram  alguns dos integrantes da atual diretoria do  Centro Social São Vicente, o conhecido Patronato, homenageados na festa em que a instituição, presidida por Idalina Quintela Bottari, comemorou, sexta-feira última, dia 13,  60 anos de criação.

Idalina com amigas e Décio Lima e esposa 

O casal Orlando Bottari e Idalina Quintela, anfitriões da belíssima e animada festa

Idalina com as funcionárias do Patronato

Animadíssimo, o evento  juntou setores de praticamente toda sociedade iguaçuana. O prefeito da cidade, Rogério Lisboa, não compareceu, mas alguns secretários municipais e vereadores foram vistos no salão, onde foi entregue uma medalha comemorativa aos que foram imprescindíveis nos últimos 20 anos.

 

Os voluntários do Arraiá d’Ajuda foram agraciados com a medalha alusiva aos 60 anos de fundação do Centro Social São Vicente, onde mais de 300 crianças carentes são mantidas com recursos de iguaçuanos que sempre pediram o anonimato.  Um representante de cada barraca do Arraiá d’Ajuda  foi homenageado. O Patronato recebeu seus convidados em grande estilo, num baile de gala ao som da orquestra Tupy.

Maria Lúcia Carvalho Azevedo, Ana Mello, Dinha Pinheiro, Idalina Quintella Bottari, Nilceia Calais, Sonia Almeida

O casal Mário Mentrop e Ana Melo com a família

 

Vítor Loureiro e esposa, representantes de Vicente Loureiro, um dos homenageados.

Atual secretária estadual de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, a iguaçuana Cristina Quaresma também curtiu as fantasias das mascaradas de Veneza

 

 

 

 

 

 

 

 

Foram homenageados in memoriam Silvio Coelho ( Fubá Granfino)  e  Matos, da Casa do Sabão, representado pelo neto Rodrigo. Vicente Loureiro, Solimar, Álvaro da  Art Pão,  Carlos Cesar  ( Usimeca),  diretor financeiro do Patronato, e Orlando Bottari , da Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima, também foram alguns dos homenageados de uma noite histórica e inesquecível para muitos.

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.