Setembro concentra grandes eventos que prometem movimentar a economia no Rio de Janeiro

setembro 4, 2019 /

O Rio de Janeiro será cenário, em setembro, de grandes eventos que prometem movimentar a economia do estado. Só o Rock in Rio, maior festival de música do país, deve atrair 770 mil visitantes do Brasil e de outros 58 países, segundo os organizadores, com uma previsão de impacto na economia fluminense de R$ 1,7 bilhão.

– A parceria com o Rock in Rio, através do programa TurisRock, possibilita que milhares de pessoas possam prolongar a estadia no Rio de Janeiro para conhecer novos recantos do estado antes, durante e depois do festival, a preços convidativos. Além disso, criamos o Rumo ao Rio, programa que permite aos organizadores de eventos apoio oficial do Governo do Estado. No caso de feiras, editamos o decreto que concede diferimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), com o objetivo de apoiar e estimular a captação de eventos para o Rio de Janeiro – explica o secretário de Estado de Turismo, Otavio Leite.

No site do TurisRock (www.turisrock.com) é possível conferir os estabelecimentos hoteleiros participantes do programa, que oferecem desconto de 30% válido para quem vier para o Rock in Rio e desejar viajar para uma das 12 regiões turísticas fluminenses.

Nesta quarta (4/9), começou o Mondial de la Biére, no Píer Mauá, que chega à sexta edição na capital fluminense. Principal festival internacional de cervejas artesanais, o evento está presente em três países e vai até o dia 8. Já a 19ª edição da Bienal Internacional do Livro, que também vai até o dia 8 no Riocentro, espera receber cerca de 600 mil visitantes durante os oito dias de funcionamento.

A atração de eventos para o estado é, segundo Philipe Campello, diretor do Rio Convention & Visitors Bureau, uma forma de movimentar a economia por meio das despesas dos visitantes com hospedagens, alimentação, transporte, compras, entretenimento, tributos, entre outros.

– São congressos, feiras, encontros, seminários que acontecem, principalmente, nos períodos de baixa temporada na cidade. São importantes para gerar emprego e renda ao longo de todo ano. Muitas vezes são imperceptíveis à população, mas possuem um poder de impacto na economia gigantesco – afirma Campello.

Outros segmentos

Segundo maior mercado de franquias no país em redes, o Rio de Janeiro recebe, nos dias 12, 13 e 14 de setembro, a Expo Franchising ABF Rio. O número de marcas no estado cresceu 15% no 2º trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, atingindo o patamar de 824 redes que operam em todo território fluminense. Os segmentos que concentram a maior parte das unidades franqueadas no Rio de Janeiro são Alimentação (32,7%), Saúde, Beleza e Bem-Estar (16,6%) e Moda (13,6%). Cerca de 200 marcas participam da Expo Franchising ABF Rio.

Já em outubro, está previsto o maior evento para o fomento de recursos offshore do país, a OTC Brasil 2019, que acontece entre os dias 29 e 31 de outubro. Organizado pela Offshore Technology Conference (OTC) e o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP), a conferência vai reunir especialistas e empresas da área de E&P para trocar ideias e discutir soluções para os desafios.

– O Governo do Estado tem trabalhado para captar novos eventos e estimular os que já são realizados no estado, como a OTC Brasil, que já faz parte do calendário global da indústria de petróleo – diz o secretário de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Relações Internacionais, Lucas Tristão, acrescentando:

– Durante os três dias do evento, o Rio se transforma na capital mundial do petróleo. Há um grande o movimento de executivos e especialistas de várias partes do mundo, cuja presença é importante para o turismo e para atrair investimentos que movimentam a economia fluminense, gerando emprego e renda para a população do estado – finaliza.

Até o fim de 2019, há uma previsão de 311 eventos no Rio, de acordo com o Rio Convention & Visitors Bureau. Em 2018 foram 288 eventos.

Foto: Reprodução/internet

Aloma Carvalho