Segundo investigações, Temer chefia organização criminosa há 40 anos

março 21, 2019 /

De acordo com a Lava Jato, o ex-presidente Michel Temer atua como chefe de uma organização criminosa do Rio de Janeiro há 40 anos.

“Michel Temer é o principal responsável peles atos de corrupção aqui descrito”, afirmou o juíz Marcelo Bretas Durante a sentença.

Agentes da Força-tarefa da Lava Jato prenderam Temer na manhã desta quinta-feira (22). Na ação, as equipes também prenderam o ex-ministro de minas e energia, Moreira Franco. Além disso, a Polícia Federal cumpre mandados contra mais seis pessoas. Os mandados foram expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio.

A ação é um desdobramento da A Operação Radioatividade, Pripyat e Irmandade, a 16ª fase da Lava-Jato.

A prisão preventiva de Michel Temer e Moreira Franco se deu após a delação José Antunes Sobrinho, dono da Engevix. O empresário disse à Polícia Federal que pagou R$ 1 milhão em propina, a pedido do coronel João Baptista Lima Filho (amigo de Temer), do ex-ministro Moreira Franco e com o conhecimento do presidente Michel Temer. A Engevix fechou um contrato em um projeto da usina de Angra 3.

As invés apontam, ainda, que a organização criminosa chefiada pelo ex-presidente praticou diversos crimes envolvendo vários órgãos públicos e empresas estatais, levando a um lucro de R$ 1,7 bilhão.

Moreira Franco é o 5° governador preso

Cinco ex-governadores do Rio de Janeiro já foram presos. Nesta quinta-feira (21), foi a vez do ex-governador e ex-ministro Moreira Franco, preso pela força-tarefa da Lava Jato.

Confira:

Moreira Franco – preso nesta quinta
Anthony Garotinho – recorre em liberdade
Rosinha Matheus – recorre em liberdade
Sérgio Cabral – preso
Luiz Fernando Pezão – preso

Aloma Carvalho