São Paulo espera fim de férias para rescindir com Jean, preso por agredir a esposa

dezembro 19, 2019 /

Clube se posicionou em nota e disse não tolerar violência contra a mulher

 

A diretoria do São Paulo Futebol Clube irá rescindir o contrato com o goleiro Jean, que tinha vínculo com o clube até o final de 2022. O clube divulgou uma nota oficial, na noite desta quarta-feira (18), confirmando que uma posição já foi tomada mas, por “questões legais”, só será anunciada quando o atleta voltar de férias.

Jeanzinho, que começou a carreira no Bahia, foi preso nos Estados Unidos às 9h27 (horário de Brasília) desta quarta-feira (18), após sua esposa Milena Bemfica o acusar de agressão por meio de vídeos publicados nas redes sociais. Ela apagou as postagens em seguida, mas reafirmou as acusações em um boletim de ocorrência.

No comunicado, o clube afirma que “não tolera e não admite episódios como os que foram noticiados hoje, de violência contra a mulher”, e também destacou que o “jogador de futebol é exemplo para a sociedade – forma opinião e influencia comportamento – e por isso tem de ter consciência daquilo que representa pelo que faz não só dentro, mas também fora de campo, e consequentemente da responsabilidade que carrega”.

Leia o comunicado na íntegra:

“O São Paulo comunica que tomou uma decisão sobre o futuro do atleta Jean Paulo Fernandes Filho após averiguar detalhes do episódio ocorrido na data de hoje.

O São Paulo reforça que vestir a camisa desta instituição representa vestir também valores dos quais jamais abrirá mão. O jogador de futebol é exemplo para a sociedade – forma opinião e influencia comportamento – e por isso tem de ter consciência daquilo que representa pelo que faz não só dentro, mas também fora de campo, e consequentemente da responsabilidade que carrega.

O São Paulo não tolera e não admite episódios como os que foram noticiados hoje, de violência contra a mulher.

Quanto ao outro caso noticiado, referente ao atleta que foi fotografado vestindo uma camisa de outra instituição, o São Paulo lamenta, mas pede que não seja assunto para hoje. Os episódios não se equiparam, têm grandezas e gravidades completamente diferentes e não devem ser objetos de discussões simultâneas. O caso sobre o qual se trata aqui faz referência aos mais importantes valores da vida humana em sociedade, enquanto o outro, perto disso, é um detalhe que aborrece a instituição, mas que será tratado internamente.”

e. Por questões legais que impedem qualquer iniciativa durante o período de férias, vigente neste momento, o clube tomará as medidas cabíveis tão logo esta etapa se encerre.

 Segundo o portal Uol, a cúpula do Tricolor paulista soube do caso pelas redes sociais e passou a maior parte do dia reunida para definir qual posição tomar, e tudo caminha para a rescisão.

 

 

Paulo Cézar

PAULO CEZAR PEREIRA, também chamado de PC ou Paulinho da Baixada, aprendeu jornalismo nas redações de alguns principais veículos – rádios,jornais e revistas. Conheceu, como Repórter Especial do GLOBO, praticamente todos os estados brasileiros, as duas antigas Alemanhas antes da reunificação, Suiça, Austria, Portugal, França, Itália, Bélgica, Senegal, Venezuela, Panamá, Colômbia e a Costa Rica. É casado com Ana Maria e tem três filhas que já lhe deram cinco netos. Tem três paixões: a família, o jornalismo e o Flamengo. No passado, assessorou um governador, um senador, dois prefeitos e vários deputados. Comandou a área de Comunicação de Nova Iguaçu num total de 12 anos. Já produziu três livros : um para a Coleção Tiradentes, outro contando a evolução de Nova Iguaçu quando a cidade completou 170 anos, e o do jubileu de ouro da Diocese de Nova Iguaçu.